COBERTURA ESPECIAL - Front Interno - Terrestre

15 de Setembro, 2017 - 17:25 ( Brasília )

Exército rastreia explosivos apreendidos e suspende empresa de trabalhar com produtos controlados


O Comandante da 3ª Região Militar, através do Serviço de Fiscalização de Produtos Controlados (SFPC/3), emitiu diretrizes de fiscalização e vem intensificando as ações de fiscalização na utilização de explosivos.

A integração do SFPC/3 na troca de informações com os órgãos de Segurança Pública do RS permite obter valiosas contribuições no combate aos crimes com explosivos.

O Exército tomou conhecimento da Ocorrência Policial de Mandado de Busca e Apreensão na cidade de Alvorada-RS, em 30 de agosto de 2017, onde foram apreendidos, entre outros materiais, explosivos (estopim, cordel detonante, espoletas).

O SFPC/3 rastreou os explosivos apreendidos junto ao fabricante, a empresa IBQ (Britanite) e verificou que o material foi vendido e entregue a uma empresa Mineradora da Cidade de Cachoeira do Sul, registrada no Exército.

O Comando da 3ª RM, frente aos fortes indícios de irregularidades no controle, armazenagem e aplicação dos explosivos, notificou a empresa e tomou medidas acauteladoras de Suspensão do Certificado de Registro (CR), até a elucidação dos fatos, através de competente processo administrativo, ficando a empresa impedida de exercer atividades (aquisição, consumo e demolição) com explosivos.

O SFPC/3 juntamente com 13º Grupo de Artilharia de Combate, em 12 de setembro de 2017, procedeu a entrega da notificação e fiscalizou a Mineradora, em Cachoeira do Sul-RS.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social Comando da 3ª Região Militar