COBERTURA ESPECIAL - Modernização FAB - Aviação

15 de Fevereiro, 2017 - 10:30 ( Brasília )

Ala 12 é ativada no Rio de Janeiro

A cerimônia militar foi presidida pelo Comandante de Preparo, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Egito do Amaral

Ten Cynthia Fernandes


Na última quarta-feira (08/02), foi realizada no Rio de Janeiro (RJ) a desativação da Base Aérea de Santa Cruz (BASC) e a ativação da Ala 12. A cerimônia militar foi presidida pelo Comandante de Preparo (COMPREP), Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Egito do Amaral.

O evento contou com a presença de oficiais-generais da ativa, da reserva e de comandantes de várias organizações militares, além de ex-comandantes da Base e autoridades civis. A desativação da BASC faz parte do
Plano de Reestruturação do Comando da Aeronáutica que visa à melhoria contínua da atividade e a maior efetividade no emprego dos recursos.

Alinhada a essa visão, está a criação das Alas, organizações operacionais de nível tático que cumprirão a missão de dar todo o suporte operacional aos esquadrões subordinados. O Coronel Carlos Roberto Ronconi Junior, assumiu o comando da Ala 12. “Esta é uma despedida ao avesso. Não é o comandante discursando quem está se despedindo da OM, mas a OM que está se despedindo do seu efetivo”, pontuou.

“A Base Aérea de Santa Cruz cumpriu, por 74 anos, a missão de apoiar as Unidades Aéreas e de Aeronáutica aqui sediadas, além das eventuais unidades hóspedes. E neste dia é desativada, como está acontecendo com as demais Bases apoiadoras de unidades aéreas. Hoje eu deixo de comandar uma Unidade cuja missão era apoiar, para assumir outra cuja missão é operar”, completou o Coronel Ronconi.

Em Brasília é ativada a Diretoria de Economia e Finanças da Aeronáutica (DIREF)¹

A Força Aérea Brasileira (FAB) ativou, nesta terça-feira (14/02), a Diretoria de Economia e Finanças da Aeronáutica (DIREF), em Brasília (DF). A nova unidade está compreendida no processo de reestruturação da instituição e tem o objetivo de realizar uma aplicação eficiente, eficaz, legal e econômica dos recursos alocados ao Comando da Aeronáutica (COMAER).

O Major-Brigadeiro do Ar Heraldo Luiz Rodrigues assumiu a diretoria durante cerimônia militar presidida pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato, e contou com presença de membros do Alto Comando da FAB, além de autoridades do meio civil.

Subordinada à Secretaria de Economia, Finanças e Administração da Aeronáutica (SEFA), cabe à DIREF gerir e avaliar as atividades orçamentária, financeira, patrimonial e contábil da FAB; orientar as atividades referentes aos contratos e convênios; e analisar e acompanhar as operações de crédito, acordos de compensação e dos financiamentos internos e externos da instituição.

Segundo o Diretor da DIREF, a criação da unidade trará otimização aos trabalhos. “Com a reestruturação da FAB, a SEFA teve incluída em suas obrigações toda uma parte de administração, que são os Grupamentos de Apoio, isso ampliou seu leque de atividades e também seu efetivo que passou de 180 para cerca de 7.500 pessoas. Então, a DIREF assume a parte financeira, contábil e de contratos e convênios antes geridas diretamente pela SEFA. Isso garantirá que os processos continuem sendo executados de maneira ágil”, explica o Diretor, Major-Brigadeiro Heraldo.

O oficial-general já foi Vice-Chefe da SEFA, além de ter trabalho em outros setores da unidade, como na Subdiretoria de Administração Financeira (SUFIN) e também na Subdiretoria de Contratos e Convênios (SUCONV). “Eu já trago alguma experiência na área, mas é sempre um desafio. A cada dia os recursos estão mais escassos e o uso tem de ser feito da melhor maneira possível, você não pode desperdiçar. Essa é uma atividade muito dinâmica que exige uma verificação constante do que está acontecendo”, enfatiza.

Para o Secretário da SEFA, Tenente-Brigadeiro do Ar José Magno Resende de Araujo, a organização militar registra hoje uma importante marca na sua história, com a ativação da DIREF. “O ato representa mais um significativo avanço da SEFA, no cenário imprescindível da reestruturação pelo qual passa a FAB”, destaca.

Além disso, o oficial-general explica que a SEFA está pronta para a nova estrutura da FAB. “Após criterioso planejamento de emprego dos recursos humanos e materiais, a Secretaria está preparada para absorver e efetivar as atribuições essenciais para a racionalização dos meios e estruturas de apoio, adequando a instituição às exigências das ações de boa governança”, finaliza.

Passagens de Comando

A SEFA também realizou duas passagens de comando na ocasião da ativação da DIREF. O Brigadeiro do Ar José Isaias Augusto de Carvalho Neto assumiu a Vice-chefia da SEFA, anteriormente ocupada pelo Major-Brigadeiro Heraldo. Já a Subdiretoria de Contrato e Convênios foi assumida pelo Coronel Aviador Vincent Dang, que substituiu o Brigadeiro Isaias.

¹por Ten Evellyn Abelha / Agência Força Aérea



Outras coberturas especiais


Venezuela

Venezuela

Última atualização 25 SET, 00:20

MAIS LIDAS

Modernização FAB