COBERTURA ESPECIAL - Modernização FAB - Aviação

17 de Outubro, 2016 - 15:00 ( Brasília )

FAB ministra curso de neutralização e destruição de artefatos explosivos

O curso realizado no Rio de Janeiro tem duração de 4 meses

O Parque de Material Bélico da Aeronáutica do Rio de Janeiro (PAMB-RJ) iniciou em setembro o Curso de Neutralização e Destruição de Artefatos Explosivos (CNDAEX) no Rio de Janeiro. Doze militares participam das instruções que são divididas em duas etapas - teórica e prática.

O objetivo do curso, que vai até 16 de dezembro, é capacitar os militares para realizarem, com segurança, atividades de reconhecimento, identificação, demolição, neutralização e destruição de artefatos explosivos e pirotécnicos, além de coordenar, planejar e executar operações com explosivos, elaborando plano de contingência, cálculo de separação de segurança e análise de falhas.

Após a conclusão do curso, os militares serão capazes de abordar itens falhados, determinar os motivos das falhas e neutralizá-los, transformando a condição de item perigoso para item seguro. Os alunos serão capazes, ainda, de atuar como observadores em uma ação real de emprego aéreo, mapeando as possíveis falhas, coletando e catalogando todos os dados para uma futura missão de descontaminação.

“Em situações de emergência, a atuação de um militar capacitado com o curso é primordial para a orientação das equipes de primeiro combate, como em casos de acidentes aéreos que envolvam aeronaves armadas com itens ativos ou equipadas com assentos ejetáveis, delimitando as áreas de perigo, instalando os pinos de segurança dos itens ativos, instalando os pinos de segurança do assento ejetável, estabelecendo a distância de segurança para atuação da equipe de emergência e indicando a direção segura para a aproximação”, ressalta o coordenador e instrutor do curso, Tenente Pedro Paulo.

Um dos alunos, o Sargento Guilherme Paiva, ressaltou a importância do curso para a sua carreira. “O conhecimento adquirido será de grande valia para o meu trabalho no Esquadrão de Material Bélico da Base Aérea de Natal, pois a unidade possui estande de aviação de Maxaranguape onde o emprego armado é intenso. Por meio desse conhecimento vou realizar com mais segurança atividades de inspeção e manuseio de itens bélicos”, afirmou o Sargento Guilherme.



Outras coberturas especiais


Nuclear

Nuclear

Última atualização 20 SET, 16:30

MAIS LIDAS

Modernização FAB