COBERTURA ESPECIAL - Modernização FAB - Aviação

24 de Janeiro, 2015 - 12:25 ( Brasília )

IAI e FAB negociam contrato para 767 tanker

Acordo deverá ser retomado nos próximos meses

A IAI (Israel Aerospace Industries) e a Força Aérea Brasileira reiniciaram as negociações para o contrato de aquisição de três Boeing 767-300ER, que serão convertidos em reabastecedores.

O contrato inicial entre a IAI e a FAB foi assinado no início de 2014, mas teve de ser paralisado devido as eleições presidenciais em outubro. Atualmente as partes devem formalizar os detalhes contratuais, que inclui o plano de conversão. Inicialmente o projeto prevê que o primeiro exemplar seja convertido em Israel e os dois restantes no Brasil, pela TAP Manutenção e Engenharia Brasil, em Porto Alegre, RS.

A TAP, anteriormente Varig Engenharia e Manutenção, realizou em meados de 2005 algumas conversões do Boeing 767 em parceria com a IAI.

A chegada dos 767 Tanker são fundamentais para a FAB reestabelecer sua capacidade de transporte estratégico e de reabastecimento em voo com aeronave a jato, que foi temporariamente paralisado devido a aposentadoria do KC-137.

De acordo com os requisitos formulados pela FAB, o aviões serão convertidos a partir de células usadas do Boeing 767-300ER devendo realizar reabastecimento em voo, transporte estratégico de carga e tropa e evacuação aeromédica.

A IAI possui ampla experiência na conversão do Boeing 767 de passageiros na versão cargueira, mas atualmente produziu um único 767 reabastecedor, vendido a Colômbia. O projeto israelense batizado de 767 MMTT (Multi-Mission Tanker-Transport) é considerado um dos mais modernos e flexíveis da categoria, permitindo uma série de configurações, incluindo a instalação de pods de reabastecimento, boom de reabastecimento aéreo, ou ambos. Além de uma série de opções de layout interno.



Outras coberturas especiais


Especial MOUT

Especial MOUT

Última atualização 16 AGO, 19:50

MAIS LIDAS

Modernização FAB