COBERTURA ESPECIAL - Eventos - Defesa

12 de Julho, 2016 - 10:05 ( Brasília )

Militares da FAB participam de exercício simulado para Jogos Rio 2016


Ten Myrian de Aguiar

Faltando apenas 27 dias para o início dos Jogos Olímpicos, cerca de 200 militares da Força Aérea Brasileira (FAB) participaram, no último sábado, de treinamento no Rio de Janeiro. O objetivo foi simular o policiamento ostensivo nas imediações e dentro do aeroporto internacional Tom Jobim, além de áreas próximas à Base Aérea do Galeão e do Hospital da Força Aérea do Galeão (HFAG).

A FAB vai empregar 350 militares como agentes de segurança pública nessas áreas durante os Jogos, de 5 a 21 de agosto.
Segundo o coordenador de segurança e defesa da FAB para os Jogos Olímpicos, Coronel de Infantaria Almir Pinto de Lima, uma das missões da FAB será garantir a segurança dos chefes de estado do governo e membros de comitivas que pousarem ou decolarem dos aeródromos sob responsabilidade da Forca Aérea.

“Também é de responsabilidade da Aeronáutica o apoio à segurança e defesa no aeroporto internacional. Será uma ação em cooperação com os demais órgãos de segurança, policia Federal, Civil, Militar, a própria RioGaleão, que é a concessionária do aeroporto, e a guarda civil”, disse o coronel. 

O treinamento das atividades previstas para atuação dos militares no evento procurou mostrar na prática se o planejamento atende as necessidades ou se precisa de alguma correção. “O treinamento é essencial para a maturação desse processo de preparação para a segurança das Olimpíadas”, ressaltou o coronel Almir.

Durante o exercício uma bagagem suspeita foi assinalada, todos os procedimentos previstos foram adotados e foi descartada a hipótese de atentado. “Houve a ocorrência da bagagem, e as ações foram devidamente tomadas. O saldo que temos dessa operação é bastante positivo”, concluiu o coronel Almir.

Em visita ao Rio de Janeiro, a turista Petrusca Nobre, de Recife (PE), opinou sobre a presença dos militares nos terminais de embarque do aeroporto. “Primeiro você acha que está acontecendo alguma coisa, mas depois, com o tempo, você vê que não é nada e passa a ter uma sensação de segurança”, afirmou.

O exercício foi realizado em conjunto com a Marinha do Brasil e Exército Brasileiro, que simularam a atuação de suas tropas no policiamento ostensivo em outras vias públicas da cidade do Rio de Janeiro.

Unidades envolvidas - Batalhões de Infantaria Especial do Rio de Janeiro (BINFAE-RJ), do Galeão (BINFAE-GL) e dos Afonsos (BINFAE-AF) e o Batalhão de Infantaria de Santa Cruz (BINFA 43).



Outras coberturas especiais


Especial Espaço

Especial Espaço

Última atualização 24 NOV, 15:00

MAIS LIDAS

Eventos