COBERTURA ESPECIAL - Eventos - Naval

24 de Julho, 2013 - 18:40 ( Brasília )

JMJ 2013: Marinha utiliza oito navios e 22 embarcações na orla marítima do Rio e Angra


Quatro navios patrulha estão navegando no trecho entre os bairros do Leme e do Arpoador, na orla marítima do Rio de Janeiro. A presença dessas embarcações tem por objetivo fiscalizar e vistoriar barcos que estejam nas proximidades de Copacabana, onde ontem (23) ocorreu a cerimônia de abertura da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) e local de duas celebrações pelo papa Francisco, previstas para amanhã e sexta-feira (26).

Além disso, o plano de segurança da Marinha do Brasil prevê outros quatro navios e 22 embarcações de menor porte na área do estado do Rio de Janeiro. Hoje pela manhã, durante reunião do Centro de Coordenação de Defesa de Área (CCDA), houve a informação de deslocamento de um rebocador para a região de Angra dos Reis, no sul fluminense.

Hospital de campanha

Amanhã, a Marinha inicia as atividades no Campus Fidei, em Guaratiba, com a ativação do Hospital de Campanha. Ao mesmo tempo são iniciadas as ações dos Grupamentos Operativos de Fuzileiros Navais constituídos para atuar na segurança da área.

O hospital prestará apoio de saúde à tropa e, em casos excepcionais, aos peregrinos. A unidade de saúde contará com cerca de 150 militares, entre médicos e profissionais de saúde, e estará equipado com quatro ambulâncias do tipo UTI, viatura oftalmológica e raio-x. Com funcionamento 24h, o hospital terá capacidade de atender até 300 pacientes por dia em clínica médica, psiquiatria, ortopedia, odontologia e cirurgia oftalmológica. O hospital terá ainda condições de realizar exames radiológicos e laboratoriais básicos, além de cirurgias de pequeno porte.

Ao meio-dia, os militares realizarão um ensaio com o objetivo de testar o planejamento de segurança e aprimorar a capacidade operativa das equipes no local. Serão feitos testes de comunicações, posicionamento da tropa no terreno, controle de trânsito e ocupação de postos de controle.

Cerca de 800 fuzileiros navais realizarão patrulhamento e controle de trânsito no eixo de peregrinação, localizado entre a Estação de Trem de Campo Grande e a Avenida das Américas, em Guaratiba. Outros 700 militares estarão prontos para atuar na área em atividades de Operações Especiais e como Força de Contingência. Serão utilizadas sete viaturas blindadas do tipo Mowag Piranha e dois helicópteros para apoio logístico e evacuação médica.

Durante a Jornada Mundial da Juventude, a Marinha do Brasil também realizará a segurança da área marítima e de estruturas estratégicas. Serão realizadas ações de inspeção e patrulha naval na Orla do Rio, nas Baías de Guanabara e Sepetiba, e na área marítima da Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto, em Angra dos Reis. Equipes de operações especiais também estarão preparadas para atuar no combate ao terrorismo e defesa Química, Bacteriológica, Nuclear e Radiológica (QBNR). No total, serão empregados cerca de 3.300 militares.



Outras coberturas especiais


Aço - Leopard 1A5Br

Aço - Leopard 1A5Br

Última atualização 18 DEZ, 12:00

MAIS LIDAS

Eventos