COBERTURA ESPECIAL - Eurosatory - Terrestre

14 de Junho, 2012 - 14:46 ( Brasília )

A INDRA exibe na Eurosotary suas soluções para o Exército

A companhia é a empresa líder no desenvolvimento de simuladores de helicóptero para as forças aeromóveis em Paris

A Indra participa da feira de Segurança e Defesa Eurosatory 2012 que começa em Paris nesta segunda-feira 11 de junho, com o objetivo de mostrar seus sistemas de treinamento e sua experiência na colocação em andamento de centros de simulação. A Indra também exibirá suas soluções de defesa eletrônica, defesa aérea, NRBQe, comunicações via satélite e Sistemas não Tripulados (UAS).
 
A Indra é um dos principais fabricantes de simuladores do mundo e entregou 200 sistemas para 19 países e 51 clientes. A companhia colocou em andamento o centro das Forças Aeromóveis do Exército de Terra Espanhol (FAMET) para pilotos dos helicópteros Chinook, Cougar e Trigre. Também desenvolveu sistemas de treinamento para as plataformas aéreas mais avançadas do mercado. Destaca sua participação no desenvolvimento dos simuladores do Eurofighter e do avião de transporte militar A400M.
 
Também desenvolveu os simuladores do Harrier AV-8B II que utilizam os pilotos dos Estados Unidos, da Itália e da Espanha. Neste momento, a Indra colabora com a AgustaWestland no desenvolvimento dos simuladores dos novos helicópteros AW159 Lynx Wildcat para o Ministério de Defesa britânico e é um dos principais fornecedores de simuladores de helicópteros da Eurocopter.
 
A Indra ainda dispõe de simuladores do tanque de guerra Leopard e também entregou para o Exército de Terra espanhol mais de uma dezena de simuladores de operações internacionais e práticas de tiro.
 
Minimizar ameaças
 
A proteção da força espalhada é uma das preocupações crescentes de todas as Forças Armadas hoje em dia. A Indra mostrará na Eurosatory sua suíte de autoproteção SIMBA para aeronaves. Este sistema integra o alertador radar ALR-400, um sistema de alerta de lançamento de mísseis e detecção de sistemas laser e de gestão de contramedidas Chaff & Flare. A Indra implantou o alertador radar ALR-400 por separado ou como parte da suíte SIMBA completa, em plataformas como o F-18, o A400M ou o C295 e em helicópteros como o Tigre, o NH90, CH53, o Cougar ou o Chinook.
 
Outro sistema que a Indra oferecerá uma completa informação é o Centro de Operações da Artilharia em pontos estratégicos COAAAS. Este sistema é utilizado pelo Exército Espanhol e o da Nova Zelândia e se distingue pela sua capacidade de detecção e identificação, sua baixa probabilidade de interceptação, sua grande versatilidade e simplicidade de operação, assim como sua mobilidade e facilidade no transporte.
 
Além disso, a companhia chega a Paris com o objetivo de informar sobre sua carteira de soluções para responder às ameaças NRBQ e dos Explosivos Improvisados (IED). A multinacional mostrará o laboratório de análises forense contra explosivos improvisados desenvolvido para a Agência Européia de Defesa (EDA). Também explicará suas capacidades de análises in situ após um acidente e o recolhimento de evidências, assim como de tratamento das amostras em diferentes níveis. Oferecerá também informação sobre seu veículo rápido de reconhecimento – o qual permite monitorar, detectar, sinalizar e amostrar em cenários NRBQ civis e/ou militares – e sobre seu laboratório móbil NRBQ.
 
A Indra também trasladará sua experiência na posta em serviço de redes de comunicações militares e desenvolvimento de terminais. A companhia conta com terminais Fly Away, Satcom On The Move (SOTM) e os conhecidos dentro da Aliança Atlântica como At The Quick Halt (ATQH). Também desenvolveu equipamentos adaptados para as necessidades de embarcações e submarinos.
 
A multinacional entregou, por exemplo, terminais para a França para sua rede Syracuse e colabora com o Exército Espanhol e o do Brasil na implantação de suas respectivas redes de comunicações militares completas. A Indra também forneceu sistemas para a própria OTAN.
 
Por último, a Indra exibirá em seu stand as reproduções do seu helicóptero não tripulado Pelicano e de seu mini UAV Mantis, ambas as aeronaves estão prontas para entrar em serviço. O Pelicano conta com capacidade de vôo de aproximadamente 6 horas com carga de pagamento completa e pode cobrir uma área de 150 Km ao redor desempenhando trabalhos de inteligência, vigilância e controle da pirataria. A respeito do seu Mini-UAV Mantis, trata-se de um sistema fácil de transportar, montar e de operar que oferece a capacidade de ver o que há em um entorno de até 30 Km ao redor.

 


Outras coberturas especiais


Base Industrial Defesa

Base Industrial Defesa

Última atualização 16 AGO, 17:00

MAIS LIDAS

Eurosatory