COBERTURA ESPECIAL - Embraer

31 de Janeiro, 2017 - 12:00 ( Brasília )

EMBRAER - Entregas em 2016 eCarteira de Pedidos

Vendas e Carteira de Pedidos da EMBRAER em 31 Dezembro 2016.


A EMBRAER encerrou o ano com 108 aeronaves entregues para o mercado de aviação comercial e 117 para o mercado de aviação executiva, sendo 73 jatos leves e 44 jatos grandes, cumprindo as estimativas informadas ao mercado ao longo do ano (de 105 a 110 jatos comerciais, de 70 a 80 jatos executivos leves e de 35 a 45 jatos executivos grandes).

O total de 225 aeronaves para esses dois mercados representa o maior volume de entregas dos últimos seis anos. Em 31 de dezembro, a carteira de pedidos firmes a entregar (backlog) totalizava USD 19,6 bilhões.

“O ano de 2016 foi de grandes desafios na indústria aeroespacial devido a incertezas econômicas e políticas em âmbito global. Em resposta a essa conjuntura, a EMBRAER está implementando ações importantes e fazendo ajustes para deixar a empresa bem posicionada em todos os segmentos em que atua”, afirma o diretor-presidente da Embraer, Paulo Cesar de Souza e Silva.

“No segmento de jatos executivos, por exemplo, já observamos uma presença maior dos jatos executivos de maior porte, o que indica um mix mais equilibrado”.

 

                                                
Entregas por Segmento 4T16 2016
     
Aviação Comercial 32 108
   EMBRAER 175 (E175) 26 90
   EMBRAER 190 (E190) 3 11
   EMBRAER 195 (E195) 3 7 7
     
Aviação Executiva 43 117
  Jatos Leves 25 73
     Phenom 300 25  
  Jatos Grandes 18 44
     Legacy 450 6  
    Legacy 500 9  
    Legacy 650 1  
    Lineage 1000E 2  
     
TOTAL 75 225

 


Na Aviação Comercial, os destaques do último trimestre de 2016 foram: a  entrega do E-Jet de número 1.300 para a Tianjin Airlines, da China; o início das operações de E170 na Rússia com a S7 Airlines, que assinou um acordo com a GE Capital Aviation Services (GECAS) para o leasing de 17 jatos E170 usados; e a assinatura de um contrato com a United Airlines Sede (Brasil) para a venda de 24 jatos E175, transferindo jatos que já estavam previamente alocados para a Republic Airways Holdings na carteira de pedidos da EMBRAER.

O programa pool de peças de reposição também continua crescendo: no trimestre, Eastern Airways, do Reino Unido, e Airlink, maior companhia aérea regional independente da África do Sul, assinaram contratos para o programa.

Na Aviação Executiva, no último trimestre a empresa canadense de propriedade compartilhada AirSprint recebeu os dois primeiros jatos Legacy 450 do contrato de compra de até 12 aeronavesdo mesmo modelo, anunciado em julho.

Na área de Defesa & Segurança, a Embraer atingiu em novembro mais uma importante etapa no desenvolvimento do cargueiro militar multimissão KC-390 ao receber o Certificado de Tipo Provisório para o Veículo Básico do KC-390, emitido pelo Instituto de Fomento e Coordenação Industrial – IFI, organização da Força Aérea Brasileira responsável pela certificação militar.

Ele atesta que o KC-390, nessa configuração básica, cumpre os requisitos da certificação. (Ver KC-390 - Entrevista com Paulo Gastão Silva, Diretor do Programa KC-390 Link)


No mesmo mês de novembro, a Embraer inaugurou, em parceria com a SAAB, empresa sueca de defesa e segurança, o Centro de Projetos e Desenvolvimento do Gripen (Gripen Design Development Network - GDDN), em Gavião Peixoto (SP). O GDDN será o hub de desenvolvimento tecnológico do caça Gripen NG no Brasil junto às empresas e instituições brasileiras parceiras.

 

Carteira de Pedidos - Aviação Comercial (31 de Dezembro de 2016)

                                                                

Modelo Pedidos
Firmes
Opções Entregas Pedidos Firmes
a Entregar
E170 193 6 190 3
E175 525 244 421 104
E190 590 55 534 56
E195 166 3 154 12
175-E2 100 100 0 100
190-E2 85 107 0 85
195-E2 90 80 0 90
Total 1.749 595 1.299 450


Obs.: Entregas e pedidos firmes em carteira incluem aeronaves vendidas pelo segmento de Defesa para companhias aéreas estatais (Satena e TAME).


Sobre a Embraer

Empresa global com sede no Brasil, a Embraer atua nos segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva, Defesa & Segurança e Aviação Agrícola. A empresa projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, além de fornecer suporte e serviços de pós-venda.

Desde que foi fundada, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela EMBRAER decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros.

A Embraer é líder na fabricação de jatos comerciais de até 130 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.