COBERTURA ESPECIAL - Embraer - Aviação

25 de Julho, 2014 - 11:40 ( Brasília )

Mauritania Airlines recebe avião da Embraer

Companhia aérea adquiriu uma unidade usada do modelo ERJ-145 para fazer voos até capitais africanas. Indústria brasileira já entregou mais de 50 aviões para árabes.

ANBA - Agência de Notícias Brasil-Árabe


A Mauritania Airlines, companhia aérea da Mauritânia, recebeu nesta semana um avião ERJ-145 fabricado pela Embraer. A aeronave é usada, de acordo com a Embraer, e foi comprada nos Estados Unidos, segundo informações publicadas pela Agência Mauritana de Informação (AMI). O avião foi recebido pelo presidente do país árabe, Mohamed Ould Abdel Aziz, no Aeroporto Internacional de Nouakchott, a capital.

Há cerca de dois anos, a Embraer chegou a vender aviões militares novos, A-29 Super Tucanos, para a Força Aérea da Mauritânia. O avião adquirido agora é comercial com 50 assentos. A aeronave tem autonomia de voo para quatro horas para distância de três mil quilômetros, sem interrupção. O modelo, porém, já saiu de linha e não é mais fabricado pela Embraer.

A aeronave fará voos da Mauritânia para Dakar (Senegal), Banjul (Gâmbia), Casablanca (Marrocos), Abdijan (Costa do Marfim), Bamako (Mali), Conacri (Guiné Conacri) e Las Palmas (Ilhas Canárias). Segundo informações publicadas na AMI e na agência africana Panapress, o ERJ-145 é considerado um avião moderno dotado de excelente tecnologia.

A Embraer entregou, no segundo trimestre deste ano, 58 jatos, entre comerciais e de aviação executiva, com aumento de sete unidades sobre o total do mesmo período do ano anterior.

A carteira de pedidos firmes a entregar somava US$ 18,1 bilhões em 30 de junho, segundo informações da empresa. Entre os árabes, apenas a NAS Air, da Arábia Saudita, tinha pedidos firmes em carteira na Embraer: de sete unidades Embraer 190.

Vários países árabes, porém, são clientes da indústria brasileira. A EgyptAir já adquiriu 12 aeronaves Embraer 170, a Petro Air, da Líbia, comprou dois também do modelo, a saudita Saudi Arabian Airlines adquiriu 15, a líbia Sirte Oil comprou uma unidade e a Gulf Air, do Bahrein, adquiriu dois.

Do modelo Embraer 175, a Oman Air importou cinco e a Royal Jordanian dois. Do Embraer 190 foram entregues três aeronaves para a NAS Air e oito para a M1 Travel, do Líbano, e do Embraer 195 foram entregues duas unidades para Royal Jordanian. O total de entregas soma 52.