COBERTURA ESPECIAL - Ecos - Guerras, Conflitos, Ações - Terrestre

09 de Maio, 2018 - 09:50 ( Brasília )

Aos 97 anos, último Pracinha campo-larguense recebe homenagens


Em homenagem ao Dia Nacional do Expedicionário, comemorado em 5 de maio, a cidade de Campo Largo homenageou, na manhã da sexta-feira, dia 4, com um Ato Solene, a vida do último Pracinha campo-larguense, o Senhor Félix Novak.

O instrutor do Tiro de Guerra 05-020, Primeiro-Sargento Cláudio Adão Melgarejo, fez um sólido pronunciamento sobre a bravura e o furor dos brasileiros em solo italiano, durante a Segunda Guerra Mundial, e da estima que o Exército Brasileiro mantém para com esses heróis, âncoras de transformação civil e cultural da Nação.

Os Atiradores prestaram homenagem ao expedicionário de 97 anos de idade que, de maneira inabalável, posicionou-se firme para homenagear a Pátria, cantando o Hino Nacional e o Hino de Campo Largo. No evento, realizado no Gabinete Municipal de Governo, autoridades do Executivo, Vereadores, o Comandante da Guarda Municipal, o Comandante do Subgrupamento dos Bombeiros e Diretores da Prefeitura prestigiaram a homenagem.

 

Acompanhado do Vice-Prefeito, Maurício Rivabem, o Prefeito Marcelo Puppi honrou em seu discurso a história dos Pracinhas campo-larguenses que, muito jovens, foram à batalha, enfrentar os maiores males e riscos pela Pátria. Enfatizou a história de disciplina e convicção dos soldados e, orgulhoso, celebrou a vida e a garra de Sr Félix Novak.

Os alunos das Escolas Municipais Caetano Munhoz da Rocha e da Escola Luiz Júlio também prestaram homenagem ao expedicionário, presenteando-o e, com olhos brilhantes, aprenderam sobre a importância do valor da História deste País e o amor à Pátria.

Público celebra Dia da Vitória junto a Pracinhas, num dos principais pontos turísticos da Capital mineira


No dia 6 de maio, o Comando da 4ª Região Militar (4ª RM) realizou, na Praça da Liberdade, um dos principais pontos turísticos da Capital mineira, uma solenidade cívico-militar para celebrar o Dia da Vitória. Há 73 anos, no dia 8 de maio de 1945, as tropas nazistas renderam-se para as Forças Aliadas e, assim, encerraram-se os combates no teatro de operações da Europa na Segunda Guerra Mundial.

O Brasil foi o único País da América do Sul a enviar soldados para lutar em prol da democracia no maior conflito da história da humanidade. Esse dia é comemorado em várias partes do mundo e, em Belo Horizonte, a celebração foi realizada em praça pública com a participação significativa da sociedade mineira.

A cerimônia contou com a presença de representações de todas as organizações militares sediadas na cidade, além de integrantes da Aeronáutica, da Polícia Militar de Minas Gerais, do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais e da Guarda Municipal de Belo Horizonte.

O ponto alto da formatura foi o desfile dos Pracinhas, em viaturas militares antigas, e da Legião Imortal, composta por familiares de Expedicionários, que cultuam os feitos heroicos de seus antepassados.

 

Fotos: TG 05-020  e  4º RM

VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


OTAN

OTAN

Última atualização 22 MAI, 13:40

MAIS LIDAS

Ecos - Guerras, Conflitos, Ações