COBERTURA ESPECIAL - Ecos - Guerras, Conflitos, Ações - Pensamento

10 de Março, 2016 - 17:00 ( Brasília )

Biografia do ministro Salgado Filho

Salgado Filho organizou dois ministérios no governo de Getúlio Vargas – o do Trabalho, e o da Aeronáutica, atual Comando da Aeronáutica, que estruturou de cima a baixo, inclusive criando a FAB



Ele já foi seguidamente chamado de “Herói Esquecido”. Significa que pelo menos alguns se lembram dos feitos de Joaquim Pedro Salgado Filho (1888-1950), o gaúcho que dedicou grande parte de sua vida a servir o Brasil. Atravessou tempos difíceis, nos quais o país correu o risco de desmantelar-se devido a conflitos internos entre irmãos e redesenhou sua identidade para entrar no concerto das nações depois de participar de duas guerras mundiais.

Salgado Filho viveu na infância a experiência do pai exilado por motivos políticos, formou-se em Direito no Rio de Janeiro e lá fez carreira. Como advogado, conquistou prestígio social e segurança econômica. No entanto, abandonou o caminho de fazer fortuna privada para aceitar desafios em cargos públicos.

Nessa arena, organizou dois ministérios no governo de Getúlio Vargas – o do Trabalho, no qual estruturou a legislação que fez do presidente o “Pai dos Pobres”, e o da Aeronáutica, atual Comando da Aeronáutica, que estruturou de cima a baixo, inclusive criando a Força Aérea Brasileira (FAB).

O notável jurista gaúcho foi também deputado federal, ministro do Supremo Tribunal Militar e senador da República. Candidato às eleições de 1950 para o governo do Rio Grande do Sul, por ironia do destino, faleceu em acidente aéreo, aos 62 anos, quando voava ao encontro do candidato do PTB à Presidência, Getúlio Vargas.

Tornou-se exemplo de político, administrador ético e competente, comprometido com a melhoria da vida dos trabalhadores. Sua trajetória de homem público pode ser estudada graças aos papéis cuidadosamente mantidos e doados ao Arquivo Nacional por seus familiares, incluindo uma versão inédita do diário que ele escreveu ao longo da vida – curiosamente, desde os 11 anos de idade.

A partir dessas valiosas fontes e de consultas a arquivos públicos e privados, o escritor Cosme Degenar Drumond estará lançando na capital paulista o seu mais novo livro: a biografia de Salgado Filho, figura humana de muita grandeza e maior modéstia.

Numa narrativa agradável, o autor aborda as conquistas dos trabalhadores na gestão do biografado frente ao Ministério do Trabalho; e a organização da FAB, detalhando o estratagema concebido por Salgado Filho para o Brasil ajudar os Aliados na Segunda Guerra Mundial, sem ferir a neutralidade do país. Capítulo interessante é o da saga dos pilotos brasileiros no Atlântico Sul e no Mediterrâneo naquele período de beligerância. Outro capítulo bem construído detalha a evolução da aviação civil e comercial brasileira, que emergiu de ambiente paupérrimo, servindo só o litoral, e se expandiu por todo o país.

Esta história fascinante está contida no livro SALGADO FILHO, UMA BIOGRAFIA, com previsão de ser lançado em abril próximo. A obra teve o apoio do Ministério da Defesa, Quarto Comando Aéreo Regional, Centro de Comunicação Social da Aeronáutica, das empresas Inbra Filtro, Logaer Consulting e Tarobá Engenharia e contou com crowdfunding de amigos do autor.

DEFESANET recomenda mais este livro de Cosme Degenar Drumond, publicado pela Editora de Cultura,que estará disponível nas livrarias e pela Internet (www.livrariacultura.com.br) ao preço de R$59,90.