COBERTURA ESPECIAL - Ecos - Guerras, Conflitos, Ações - Terrestre

03 de Julho, 2014 - 11:40 ( Brasília )

Solenidades em comemoração aos 70 anos do embarque do 1º Escalão da FEB


Na guarnição de Brasília - DF

No dia 30 de junho, o Exército Brasileiro realizou, no Batalhão de Guarda Presidencial, uma solenidade em comemoração aos 70 anos do embarque do 1º Escalão da Força Expedicionária Brasileira, em direção ao Teatro de Operações da II Guerra Mundial, na Itália. Era composto por aproximadamente 5.800 homens e deixou a costa brasileira no dia 2 de julho de 1944.

A solenidade foi marcada pela reverência dos soldados de hoje aos nossos Pracinhas, que ontem lutaram pela democracia e pela liberdade, na II Guerra Mundial. A aluna Mariana Bicalho, do Colégio Militar de Brasília, emocionou a todos com a leitura do texto, de sua própria autoria, alusivo à data.

Ela destacou o sentimento que os italianos têm pela FEB: "Sua gratidão não era só por ter visto ótimos soldados combatendo e libertando a sua terra, era também com a forma humana que todos os soldados brasileiros, do General Mascarenhas ao soldado mais raso, tratavam a sua gente, que sofria com a morte e destruição dos seus lares, famílias e sustento".

A solenidade foi presidida pelo Comandante do Exército, General de Exército Enzo Martins Peri e contou com a presença de veteranos da Força Expedicionária Brasileira, por membros do Alto-Comando do Exército, oficiais-generais da guarnição de Brasília e por autoridades civis e militares.

No Palácio Duque de Caxias - RJ

Rio de Janeiro – No dia 2 de julho, para marcar os exatos 70 anos do embarque da Força Expedicionária Brasileira (FEB) rumo ao Teatro de Operações da Itália, na Segunda Guerra Mundial, foi realizada uma formatura alusiva no Palácio Duque de Caxias.

Estiveram presentes o Chefe do Departamento de Educação e Cultura do Exército (DPHCEx), General de Exército Ueliton José Montezano Vaz, demais oficiais generais, e ex-integrantes da FEB, ex-combatentes e veteranos que participaram, ao lado dos Aliados, da luta contra o nazifascismo no mundo.

Durante a solenidade, no centro do dispositivo, destacaram-se militares trajando o uniforme de combate da Força Expedicionária Brasileira e portando os estandartes históricos das organizações militares do Exército Brasileiro que integram a FEB ou que são herdeiras das tradições das Organizações Militares que participaram da epopeia brasileira no último grande conflito bélico do século XX.

Outra forma de homenagear os heróis da guerra foi o canto da Canção do Expedicionário, de autoria de Guilherme de Almeida e Spartaco Rossi, composta especialmente para os combatentes.

Na ocasião, o Comandante da 1ª Região Militar, General de Divisão Carlos Alberto Neiva Barcellos, fez um discurso em lembrança ao 123º aniversário da criação da 1ª Região Militar.