COBERTURA ESPECIAL - Ecos - Guerras, Conflitos, Ações - Naval

11 de Junho, 2014 - 10:25 ( Brasília )

149º Aniversário da Batalha Naval do Riachuelo – Data Magna da Marinha


A Marinha do Brasil comemora o 149º Aniversário da Batalha Naval do Riachuelo - Data Magna da Marinha - com uma cerimônia que será realizada no Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília na próxima quarta-feira, 11 junho, às 9h. Na ocasião, 157 personalidades civis e militares e cinco instituições receberão comendas da Ordem do Mérito Naval.

Criada pelo Decreto nº 24.659, de 11 de julho de 1934, a Ordem do Mérito Naval destina-se a premiar os militares da Marinha que se tenham distinguido no exercício de sua profissão e, excepcionalmente, corporações militares e instituições civis, nacionais e estrangeiras, suas bandeiras ou estandartes, assim como personalidades civis e militares, brasileiras ou estrangeiras, que houverem prestado relevantes serviços à Marinha do Brasil.

Histórico

Batalha Naval do Riachuelo – Na manhã de 11 de junho de 1865, a Força Naval Brasileira, sob o comando do Almirante Barroso, estava fundeada nas proximidades da cidade de Corrientes. De seu fundeadouro, os brasileiros avistaram a Esquadra oponente, com oito navios e seis chatas artilhadas, que descia o Rio Paraná. Na margem esquerda daquele rio, soldados e peças de artilharia inimigos aguardavam, ardilosamente ocultos, o momento de engajar.

Ao suspender apressado dos nossos navios, o primeiro sinal de Barroso é içado: PREPARAR PARA O COMBATE”. Em seguida, é içado o segundo sinal que resumiria, em uma só frase,o sentimento mais forte que move a Marinha e os marinheiros – o amor pela Pátria: “O BRASIL ESPERA QUE CADA UM CUMPRA O SEU DEVER”.

Seguiu-se um primeiro e rápido combate e, após, junto à foz do Riachuelo – um pequeno afluente do Rio Paraná – em um trecho de difícil navegação, travou-se o engajamento decisivo. Na corajosa iniciativa de Barroso, que abalroa com o seu capitânia três navios inimigos e uma chata artilhada, pondo-os a pique, a batalha toma seu rumo final. “SUSTENTAR O FOGO QUE A VITÓRIA É NOSSA”. Ao último sinal de Barroso, a vitória brasileira era definitiva. Os navios inimigos batem em retirada.

Em Riachuelo, surgiram heróis, como Greenhalgh e Marcílio Dias, cujos feitos, imortalizados pela história, relembramos e reverenciamos a cada 11 de junho, quando a Marinha do Brasil, expressando o sentimento de toda a Nação Brasileira, comemora o aniversário da Batalha Naval do Riachuelo – Data Magna da Marinha – em cerimônias nas quais, além da honra de receber diversos convidados, faz a imposição das condecorações àqueles que foram promovidos ou admitidos na Ordem do Mérito Naval, a mais alta condecoração da Marinha.