COBERTURA ESPECIAL - Ecos - Guerras, Conflitos, Ações - Geopolítica

02 de Setembro, 2013 - 13:30 ( Brasília )

EUA declararam formalmente guerra 11 vezes em sua história


Os Estados Unidos declararam formalmente guerra somente 11 vezes ao longo de sua história, a última na Segunda Guerra Mundial. Em outros conflitos, o governo obteve uma autorização do Congresso como a que agora pede o presidente Barack Obama para atacar Síria.

As 11 declarações formais de guerra dos EUA desde 1798 foram, de acordo com um estudo de 2011 do Congressional Research Service, uma entidade de pesquisa do Congresso, as seguintes:

- Em 1812, contra Grã-Bretanha.

- Em 1846, contra o México.

- Em 1898, contra a Espanha.

- Em 1917, contra a Alemanha e Áustria-Hungria dentro da Primeira Guerra Mundial.

- Em 1941, contra o Japão, Alemanha e Itália, e em 1942 contra Bulgária, Hungria e Romênia dentro da Segunda Guerra Mundial.

Desde então, os Estados Unidos não emitiram nenhuma declaração formal de guerra, mas houve guerras "não declaradas" que receberam algum tipo de autorização do Congresso, entre elas as seguintes:

- A guerra naval com a França de 1798.

- A guerra de Trípoli de 1802.

- A guerra argelina de 1815.

- A Guerra do Vietnã 1964.

- A guerra do Golfo de 1991.

- A guerra "global" contra o terrorismo declarada após os atentados de 11 de setembro, em 2001.

- A Guerra do Iraque, em 2003.

A Guerra da Coreia, que começou em 1950, não foi autorizada pelo Congresso americano, e o então presidente Harry Truman enviou tropas com o amparo de uma lei das Nações Unidas de 1945.

Esse precedente foi citado por outros presidentes como argumento para o uso da força militar sem a autorização do Congresso, como nos casos das invasões do Panamá (1989) e Iraque (1990) pelo governo de George Bush pai e das intervenções no Haiti e na Bósnia ordenadas por Bill Clinton.