COBERTURA ESPECIAL - EC725 / H225M

13 de Abril, 2011 - 14:37 ( Brasília )

Helibras comemora 33 anos durante a LAAD

Empresa amplia sua área de Serviços

A Helibras completa 33 anos de fundação no próximo dia 14 de abril, com muito a comemorar. A empresa atingiu recordes de produção e entrega de aeronaves, está em expansão para produzir helicópteros médios no Brasil (Esquilo, EC725 e EC225), promovendo o maior programa de transferência de tecnologia de sua história, e realiza importantes investimentos para ampliação de sua área de serviços, entre outras conquistas.
 
Desde seu primeiro contrato para fornecimento de 6 helicópteros Esquilo para a Marinha do Brasil, em 1978, até o programa de produção de 50 helicópteros EC725 destinados às três Forças Armadas, atualmente em andamento, a empresa se transformou.
 
No ano passado, a Helibras entregou 42 helicópteros e vendeu outras 38 unidades, o que lhe garantiu uma carteira de pedidos de R$ 1,9 bilhão, ou 74 aeronaves para entregas em um período de seis anos e meio. O faturamento de 2010, de R$ 395 milhões, representou um crescimento de 35% em volume sobre o ano anterior. Desse valor, R$ 327 milhões resultaram da venda de novos helicópteros e R$ 68 milhões da prestação de serviços e vendas de peças de reposição.
 
Com esses resultados a Helibras mantém a liderança do mercado total de helicópteros a turbina no Brasil, com 53% de participação, distribuídos da seguinte forma: 66% de participação no mercado militar, 82% no mercado governamental, 47% no mercado civil e 31% no segmento de óleo e gás.
 
“Esse desempenho consolidou a Helibras como uma empresa líder em vendas de aeronaves e serviços. Também comemoramos o cumprimento da fase inicial do contrato com o Ministério da Defesa, através da entrega das três primeiras unidades do EC725, o avanço nas obras de expansão e a implantação efetiva dos programas de transferência de tecnologia previstos nesse mesmo contrato”, afirmou Eduardo Marson, presidente da Helibras.
 
País-sede do Grupo Eurocopter

Uma das transformações mais importantes nestes 33 anos da Helibras é a transferência de tecnologia que a empresa está recebendo para a produção em sua fábrica em Itajubá (MG) do helicóptero EC725 que será fornecido para as Forças Armadas brasileiras e de sua versão civil, o EC225, utilizada principalmente no segmento offshore.
 
A capacitação dos técnicos brasileiros, o intercâmbio com seus pares europeus e o desenvolvimento de fornecedores locais para atender a este programa, vai potencializar a empresa para transformar-se em um dos quatro pilares de produção do Grupo Eurocopter, juntamente com França, Alemanha e Espanha. Isso significa adquirir capacidade para produzir helicópteros de diversos modelos para atender a qualquer mercado, bem como conceber, projetar e produzir uma aeronave totalmente no Brasil.
 
“Todo esse programa já está em curso. As obras de expansão da fábrica para produzir o EC725 estão em andamento e há técnicos europeus já instalados em Itajubá e técnicos brasileiros recebendo treinamento na França. Ao mesmo tempo, há outros reflexos em desenvolvimento, como a ampliação das unidades de apoio à produção e à engenharia, sem contar as atividades de treinamento e de prestação de serviços, que crescem no mesmo ritmo para atender às necessidades de crescimento de toda a Helibras”, explica Eduardo Marson.
 
Ele destaca ainda o crescimento no número de empregados da Helibras, de 300 profissionais no final de 2009 para 1.000 contratados até o final de 2012, o que tem levado a empresa e buscar mão-de-obra qualificada através de parcerias com universidades e até mesmo da criação de cursos específicos para formar os próprios mecânicos.
 
Crescimento nos serviços de manutenção
 
Desde o final de 2009 a Helibras vem ampliando significativamente sua área de Serviços, celebrando importantes contratos de manutenção e modernização de helicópteros, sobretudo na área militar.
 
A empresa vai modernizar os 34 modelos Pantera e outros 36 AS350 Esquilo/Fennec da Aviação do Exército. Ao mesmo tempo, foi certificada pela Eurocopter para realizar manutenção em partes estratégicas de aeronaves da família Super Puma / Cougar, ampliando o domínio do know-how necessário às grandes intervenções, como o que já realiza na recuperação de pás.
 
Também para atender a este segmento de mercado, a Helibras trabalha para desenvolver mais fornecedores locais para outros modelos, como o novo painel para a família AS350.
 
“Nosso objetivo é ampliar a participação da área de serviços no faturamento global, de aproximadamente 30% para 50% no médio prazo, equilibrando nossas fontes de receita e atendendo à demanda que cresce naturalmente com o aumento das vendas e da ampliação geográfica da nossa capacidade de atendimento”, revela o presidente da empresa.

Fonte - Helibras


Outras coberturas especiais


Argentina

Argentina

Última atualização 19 NOV, 21:40

MAIS LIDAS

EC725 / H225M