COBERTURA ESPECIAL - DQBRN - Terrestre

16 de Março, 2016 - 10:10 ( Brasília )

Exercício de DQBRN é realizado no Parque Radical, em Deodoro


Uma simulação, no Parque Radical, no Complexo Esportivo de Deodoro, encerrou as atividades do Curso de Descontaminação de Múltiplas Vítimas, formação promovida pelo Ministério da Defesa, em intercâmbio com o Departamento de Defesa dos Estados Unidos. O exercício, no qual os alunos demonstraram o conhecimento sobre protocolo de identificação, descontaminação e atendimento às vítimas de um incidente com alguma substância nociva, como o gás sarin, foi realizado entre os dias 7 e 11 de março.

As instruções do curso foram ministradas na Escola de Instrução Especializada (EsIE), em Realengo, para cerca de oitenta pessoas. A Escola também é responsável pela capacitação dos militares do Exército Brasileiro na área de Defesa Química, Radiológica, Biológica e Nuclear (DQBRN).

Além da troca de experiências com os representantes do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, o curso possibilitou o fortalecimento da integração entre as entidades brasileiras que serão empregadas durante os Jogos Olímpicos Rio 2016. “Foi mais uma oportunidade de estreitarem seu conhecimento, não apenas na parte técnica, e de conhecerem as pessoas com quem irão trabalhar”, ressaltou o Coronel Chamon Maliza De Lamare, assessor na área de DQBRN da Assessoria Especial para Grandes Eventos do Ministério da Defesa.

A atividade reuniu militares das Forças Armadas e das Forças Auxiliares, integrantes da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), do Ministério da Saúde e da Comissão Nacional de Energia Nuclear e agentes do Rio de Janeiro e de cidades que irão receber jogos do futebol olímpico: Manaus (AM), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Salvador (BA) e São Paulo (SP).

Para integrar o esforço pela defesa nos Jogos, o Exército Brasileiro dispõe do 1º Batalhão de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear, com sede no Rio de Janeiro, que possui equipamentos que permitem a identificação de substâncias que podem ser perigosas para a população, além de postos de descontaminação e pessoal especializado.



Outras coberturas especiais


Guarani

Guarani

Última atualização 17 AGO, 11:50

MAIS LIDAS

DQBRN