COBERTURA ESPECIAL - Doutrina Militar - Terrestre

25 de Julho, 2018 - 14:20 ( Brasília )

Operação Tuiuti adestra pelotões de morteiro pesado das organizações militares da 5ª DE


No período de 16 a 19 de julho, a Artilharia Divisionária da 5ª Divisão de Exército (AD/5) coordenou a execução da Operação Tuiuti, configurada como um exercício de adestramento dos Pelotões de Morteiro Pesado 120 mm das organizações militares de Infantaria e Cavalaria da 5ª Divisão de Exército (5ª DE).

A atividade teve como objetivo certificar o trabalho executado pelas guarnições de morteiro pesado, por meio da padronização de procedimentos e pelo nivelamento de conhecimentos técnicos, aprimorando a eficiência do apoio de fogo necessário à manobra.

No corrente ano, a preparação dos Pelotões de Morteiro Pesado iniciou-se por meio de educação a distância, na qual as guarnições utilizaram uma plataforma de ensino que foi estruturada pelo Comando da AD/5.

 

Durante a fase de aplicação prática, após a concentração dos meios no Campo de Instrução Marechal Hermes, foram destinados dois dias às instruções de nivelamento, contando com o apoio de militares do 15º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado (15º GAC AP) e do 20º Grupo de Artilharia de Campanha Leve (20º GAC L). Nessas jornadas, os Pelotões de Morteiro Pesado foram instruídos sobre central de tiro, observação e condução do tiro, bem como acerca dos procedimentos na linha de fogo. As instruções empregaram os materiais presentes em cada pelotão e utilizaram meios de apoio como o software “Bombarda”, a fim de adestrar a observação e condução do tiro.

No dia 19 de julho, as guarnições de morteiro realizaram os tiros previstos, na presença do General de Divisão Lourival Carvalho Silva, Comandante da 5ª DE; e dos Generais de Brigada Rodrigo Pereira Vergara, Comandante da AD/5, e Roberth Alexandre Eickhoff, Comandante da 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada.

Os oficiais-generais, acompanhados do Subcomandante do 15º GAC AP, do Comandante da Bateria de Comando da AD/5, bem como do Estado-Maior desse Grande Comando de Artilharia, verificaram os trabalhos realizados na central de tiro e na linha de fogo, avaliando os procedimentos adotados juntos às peças de morteiro. Posteriormente, a comitiva deslocou-se até o Posto de Observação, onde verificou a condução do tiro e a eficiência dos impactos nos alvos designados.

A Operação Tuiuti marcou o coroamento das instruções coordenadas pela AD/5, proporcionando o adestramento adequado dos Pelotões de Morteiro Pesado das seguintes organizações militares: 13º e 20º Batalhão de Infantaria Blindado; 30º, 33º e 34º Batalhão de Infantaria Mecanizado; 3º e 5º Regimento de Carros de Combate; e 14º Regimento de Cavalaria Mecanizado.

 


Fotos: 5ªDE / CMS - EB

VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Front Interno

Front Interno

Última atualização 10 DEZ, 14:19

MAIS LIDAS

Doutrina Militar