COBERTURA ESPECIAL - Doutrina Militar - Terrestre

06 de Novembro, 2017 - 11:30 ( Brasília )

ECEME - Exercício no Terreno em Uberlândia


O COTER acompanhou o Exercício no Terreno (ET) da ECEME (Escola de Comando e Estado-Maior do Exército), realizado em Uberlândia-MG, no período de 25 a 28 OUT 17.

Foi um exercício de dupla ação que atuou nos planejamentos dos escalões Divisão de Exército e Brigada, em operações defensiva e ofensiva.

A fim de apoiar a realização da atividade, o COTER solicitou que a Cia C2 se deslocasse para a ECEME no dia 15 OUT 17, onde instalou e configurou o programa C2Cmb6, de comando e controle. Também instruíram os alunos quanto ao uso e planejamento das operações.



Os alunos se interaram dos procedimentos, chegando, inclusive a apresentar diversas sugestões para os desenvolvedores do software. Posteriormente a Cia C2 permaneceu prestando apoio à execução do exercício.

No terreno, já acompanhados por militares do CC²FTer (2ª SCh COTER), os alunos retificaram ou ratificaram os seus planejamentos, confrontando as tropas da 11ª DE Azul com a 3ª DE Vermelha. Depois dos reajustes, de acordo com a dinâmica elaborada pela escola, os Estados-Maiores (EM) apresentaram as suas manobras para os seus opositores, com participação muito positiva de todos os componentes dos EM dos alunos.

Os instrutores realizavam o papel de orientações gerais e facilitadores do aprendizado, deixando toda a execução com os alunos.

Paralelo à atividade, componentes do Instituto Meira Matos (IMM), da ECEME, com alunos de pós-graduação (doutorado e mestrado), civis e militares, participaram de estudos no terreno, a luz das manobras planejadas, discutindo assuntos de Direito Internacional dos Conflitos Armados (DICA).

Universitários de Jornalismo participaram de um estágio de Correspondentes de Guerra, com o seu treinamento no 36º BI Mtz, onde tiveram palestras, execução de pista de combate a localidade, pernoite em acampamento e realização de entrevistas aos alunos nos Postos de Observação.

Foi muito gratificante observar a excelente organização da ECEME, assim como a vibrante participação dos três grupos (alunos de Az e Vm, IMM, e universitários de jornalismo) no PO, todos imbuídos da situação do exercício.