COBERTURA ESPECIAL - Dossiê EMBRAER - Aviação

23 de Maio, 2019 - 21:29 ( Brasília )

BOEING BRASIL II - Parecer da FAB indica que Embraer ‘salvou’ Boeing

O site "O Antagonista" publicou partes do relatório da FAB "Parecer Técnico sobre negociação EMBRAER BOEING"

Nota DefesaNet

Série de artigos produzidos pelo o Antagonista e reproduzidos por DefesaNet baseados no Relatório Reservado da FAB "Parecer Técnico sobre negociação EMBRAER BOEING", distribuído para o Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER), em 18 Dezembro 2018,

1- BOEING BRASIL I - Venda da Embraer Comercial condenará área de Defesa, diz parecer sigiloso da FAB Link

2 - BOEING BRASIL II - Parecer da FAB indica que Embraer ‘salvou’ Boeing Link

3 - BOEING BRASIL III - Comando da FAB ignorou ressalvas técnicas e aprovou negócio com a Boeing Link

O Editor


Claudio Dantas
O Antagonista
23 Maio 2019



Desde o início das negociações da Embraer com a Boeing, prevaleceu a tese de que a venda da área comercial (a mais lucrativa) era a única maneira de salvar a companhia brasileira. O parecer técnico da FAB, obtido com exclusividade por O Antagonista, indica o oposto.

 
A fabricante americana, segundo o documento, é que precisava do portfólio de aeronaves da Embraer para manter a posição de liderança no mercado mundial.
 
Uma aeronave com capacidade entre 100 e 150 passageiros; outra para transportar de 150 a 200, e ainda uma terceira “aeronave competitiva para a faixa de 200 a 250 passageiros, substituindo o B737 Max” (que virou um mico depois de recentes acidentes – o relatório da FAB é de dezembro de 2018).
 
O relatório ressalta ainda a necessidade da Boeing por engenheiros novos, já que seu quadro de profissionais “está envelhecido” e próximo da “aposentadoria”.






 


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Livros - Leitura

Livros - Leitura

Última atualização 20 SET, 15:30

MAIS LIDAS

Dossiê EMBRAER