24 de Novembro, 2012 - 14:00 ( Brasília )

Defesa

Felipão dá palestra para integrantes do Forças no Esporte

Na apresentação, técnico de futebol defendeu inclusão de menores carentes por meio do esporte

Brasília, 23/11/2012 – Desenvolver a mentalidade nos jovens de que a saúde é mais importante do que qualquer outra coisa e quem tiver talento para o futebol será mostrado e desenvolvido.

Essa foi a tônica usada pelo técnico pentacampeão mundial de futebol com a seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, o Felipão, numa palestra motivacional para 250 alunos, pais e professores que integram o “Programa Forças no Esporte”, concluída hoje (23), em Corumbá e Ladário, cidades do Mato Grosso do Sul.

A convite do Ministério do Esporte, Scolari vislumbrou nessa iniciativa a oportunidade de levar a inclusão social de crianças e adolescentes carentes por meio da prática de esportes, principalmente em regiões de difícil acesso e em áreas fronteiriças do Brasil.

Durante a palestra, o técnico falou um pouco da sua vivência cotidiana e alertou para a capacitação de jovens nos estudos: “É um pouco mais de vivência com crianças, jovens, monitores e professores de educação física. Eu também fui professor e é muito importante. O esporte é uma prevenção de um futuro muito melhor e isso o programa vem fazendo com brilhantismo.”

Forças no Esporte

Desde a sua criação em 2003, o Programa Forças no Esporte é desenvolvido pelo Ministério da Defesa, com o apoio das Forças Armadas e com os recursos dos Ministérios do Esporte e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).

O programa é um dos carros-chefes da Comissão Desportiva Militar do Brasil (CDMB), setor que integra a Secretaria de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto (Sepesd). Hoje, a secretaria comemorou o segundo aniversário com uma cerimônia interna realizada no prédio anexo do Ministério do Exército.  

Em seu discurso, o secretário almirante Julio Saboya de Araújo Jorge fez um balanço dos dois anos do setor e ressaltou as suas prioridades. “Na área de esportes, pretendemos manter os Programas de Atletas de Alto Rendimento e o Forças no Esporte com as crianças pelo Brasil inteiro. Na parte de saúde, daremos sequência ao projeto de prevenção do HIV/DST e, em paralelo a isso, manteremos os programas de vacinação."

Saboya completou ainda dizendo que, no tocante ao ensino, pretende “dar sequência à mentalidade de defesa na sociedade acadêmica, principalmente dentro das universidades; e, na parte de pessoal, conseguir com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão a autorização para os concursos que a gente precisa”.