22 de Abril, 2012 - 12:00 ( Brasília )

Defesa

Comentário Gelio Fregapani - Declarações de Kissinger; Ingenuidades; Ecologia e Notícias


Assuntos: Declarações de Kissinger; Ingenuidades; Ecologia e Notícias
 
Declarações de Henry Kissinger:
    
Controle o petróleo e controlará as nações; controle o alimento e controlará as pessoas”
     
"Se você não ouve os Tambores de Guerra é porque está surdo"
     
Prepare-se para a guerra deslocando-se para as zonas rurais numa granja, ainda assim é necessário armar-se, para defender-se das hordas de famintos que se acerquem”.
     
Teremos que conquistar os recursos de sete países do Oriente Médio”.
     
Nossos jovens estão preparados. Foram programados para ser bons soldados“.
   
Os Estados Unidos têm as melhores armas. Vamos introduzi-las no o momento adequado”
    
O Irã é a última pedra no caminho, que inclinará a balança’
    
Vamos construir uma nova sociedade; só restará uma superpotência, e será o governo mundial que terá o poder”.

Fonte:  http://es.metapedia.org/wiki/Henry_Kissinger
 
 Casos de Ingenuidade 
 
1º caso: Visando a “Ressocialização” -  Presos, recebendo maior “salário”( bolsa presidiário) do que trabalhadores e são soltos nos feriados, e ainda realizam novos crimes
    
2º caso: Busca de documentos na Comissão da Verdade - Haverá alguém tão idiota que guarde documentos comprometedores?
    
3º caso:  Isolando as reservas indígenas - Os Índios  normalmente desejam as benesses da civilização. O isolamento os condena à miséria. Os tontos da Funai fazem o jogo do estrangeiro, que ambicionam os recursos minerais do sub-solo. Por isto tentam isolar os índios e separá-los do Brasil.
   
4º caso:O Código Florestal - A redação dada no Senado, causaria aperda de 60 milhões de hectares para a agricultura. (Para o Ministério do Meio Ambiente seria “apenas” de 33 milhões de hectares. O prejuízo estimado será de 46 bilhões, no ano. Dentro da crise foi a agropecuária que salvou a economia. O superávit de nossa balança comercial se deveu aos produtores rurais. As consequencias são fáceis de deduzir.

Acontece no Mundo     

Na Islândia- o povo obrigou à demissão em bloco do governo. Está sendo reescrita a Constituição. Os bancos foram nacionalizados e foi decidido não pagar as dívidas deles junto dos bancos do Reino Unido e da Holanda. Muito pouco sai na imprensa. O que  acontecerá  se outros países europeus lhe seguirem o exemplo?
    
A Argentina – Decidiu nacionalizar seu petróleo mesmo enfrentando represálias. Entre os prejudicados estará a nossa Petrobras, tal como foi na Bolívia e anteriormente no Iraque. Que ao menos aprenda a investir na própria Pátria.Se a Argentina for bem sucedida se tornará realmente independente, mas se sofrer represálias militares estará inerme por ter destruído suas forças armadas em vinganças inúteis.
    
Na Síria – Mais do que os vetos da Rússia e da China, o que impede o ataque da OTAN é a existência lá de uma base naval da Rússia. Para não envolver aquela potência nuclear na guerra, o “estabelecimento” prefere apoiar a guerra civil.
   
No Irã
- É fácil ver como as coisas se movem em direção a guerra. Obama tem aumentado as suas ameaças de ataques militares e Israel pode lançar logo um ataque, pois se atacar depois de novembro a resposta americana se tornará menos previsível. E o Irã não da mostras de ceder. Nas vésperas de outra guerra no Oriente Médio, vale relembrar alguns fatos: O Irã ainda não tem armas nucleares. Se a construir a tempo, não será atacado nem apresentará ameaça maior à paz. A Índia e Paquistão entraram em guerra três vezes em 30 anos, antes de terem armas nucleares. Desde que as obtiveram, foram contidos e não travaram uma guerra em 40 anos. Esse caso mostra a estabilização, e não a desestabilização, promovida pela dissuasã o.
    
A estratégia americana contra o Irã se baseia na noção de que o Irã está calculando os custos das pressões e mudará suas políticas em consequência. A questão agora não é se o Irã pode ceder, mas se os Estados Unidos e Israel podem avaliar as consequências de uma guerra preventiva – dentro do Irã e mais além – e pesá-los contra seus benefícios limitados e temporários.
   
E no Brasil
– A Ministra dos Direitos Humanos não vê o que acontece no mundo e insiste em criar antagonismos internos reavivando confrontos de 40 anos passados. Parece querer imitar a Argentina, que ficou sem força militar que possa sustentar sua estratégia..
    
- Em encontro entre os Chefes de Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas dos EUA e brasileiro, o último teria reiterado que o Brasil não pode e não quer desenvolver armamentos nucleares. Ou está blefando ou não tem visão geopolítica

Maluquices ecológicas

 
Construir hidroelétricas a “fio dágua”, sem reservatórios como querem os ambientalistas, é menosprezar a acumulação de energia; é como instalar o ladrão na parte baixa da caixa de água. Construí-las sem estradas, sem eclusas e sem cidades de apoio para preservar as florestas é encarecê-las e concentrar a população em cidades já com grande população urbana.
   
Erro idêntico faz a Petrobrás nas jazidas de petróleo em Urucu, a algumas centenas de Km de Manaus. Urucu abastece toda a Amazônia. Teria tudo para formar uma nova cidade, mas é tratada como se fosse uma plataforma no mar. Não é permitido fixar residência lá, “para preservar a floresta”. Prefere-se substituir as equipes quinzenalmente em caros vôos de helicóptero 
    
Ambientalistas pleitearam a retirada de centenárias jaqueiras das florestas públicas do Rio de Janeiro, por serem árvores exóticas, não nativas. A jaqueira chegou aqui no século XVII. Que tal requerer a naturalização desta espécie, pois qualquer cidadão pode naturalizar-se com  cinco anos de residência fixa no País. Aliás, é óbvio que as tais árvores já nasceram aqui!
 

Dúvida e pouca esperança      

O novo Presidente do STF afirma que colocará o Mensalão em julgamento, apesar do retardo, aparentemente proposital de outro Ministro
     
A lembrança da atuação dele no episódio da Raposa-Serra do Sol nos deixa com mais dúvida do que esperança que cumpra o que promete.

Código Florestal - Boa notícia     

As emendas antidesenvolvimentistas do Senado foram recusadas pelo relator, na Câmara. O líder do PT diz que votará contra. – Ficará isolado! Até entre os comunistas há patriotas, como o Aldo Rebelo. Ele não conseguirá os votos nem de seu partido.
 
Que Deus guarde a todos vocês

Gelio Fregapani