05 de Abril, 2012 - 08:36 ( Brasília )

Defesa

Ministério da Defesa cria comissão para implantar a ESG Brasília


O Ministério da Defesa (MD) instituiu comissão para desenvolver o projeto preliminar do Campus Brasília da Escola Superior de Guerra (ESG-Brasília). A equipe será responsável pela escolha da localização, projeto arquitetônico e levantamento de informações sobre recursos humanos e financeiros necessários à construção da unidade.

A expansão da ESG está prevista na Estratégia Nacional de Defesa (END), aprovada em dezembro de 2008.  A construção de um campus na capital servirá para intensificar o intercâmbio entre membros do governo federal, com o objetivo de aperfeiçoar a formação de recursos humanos em assuntos de defesa. A implantação do novo posto não afetará as atividades já desenvolvidas na ESG-Rio.

A Comissão para Implantação das Instalações da Escola Superior de Guerra (Cisesg) será composta por funcionários da instituição, principalmente, do campus Brasília. Contará também com o apoio de uma equipe de arquitetos e engenheiros do Departamento de Engenharia de Construção do Exército (DEC).

Pelo cronograma, o grupo terá 60 dias para definir o local das instalações e elaborar o plano arquitetônico. Em seguida, a equipe vai fazer o projeto básico com estimativas das necessidades de recursos humanos e financeiros. Esta fase deve ser concluída até o final de julho deste ano. Após a aprovação orçamentária, a comissão se dedicará à confecção do plano executivo da obra e às fases de licitação.

No campus da ESG-Brasília, que funciona temporariamente nas instalações do MD, estão previstos o Curso Superior de Política Estratégica, o Curso de Direito Internacional dos Conflitos Armados, o Estágio em Assuntos de Defesa, em andamento, e futuramente os cursos referentes à carreira de analista de defesa.

Segundo o diretor do Centro de Estudos Estratégicos da Escola Superior de Guerra, general-de-brigada João Cesar Zambão, as atividades desenvolvidas nas duas unidades serão complementares. No entanto, nos cursos oferecidos em Brasília haverá maior participação de civis.

Na sede carioca, situada na Fortaleza de São João, serão concentrados os cursos de viés militar. “É importante ressaltar que os cursos nas duas unidades têm como característica a integração de civis e militares”, disse o general.

A Escola Superior de Guerra, subordinada ao Ministério da Defesa, funciona como centro de estudos e pesquisas. Tem a função de planejar, coordenar e desenvolver os cursos instituídos pelo MD. As atividades realizadas são de natureza exclusivamente acadêmica.