03 de Abril, 2012 - 09:50 ( Brasília )

Defesa

Ministério da Defesa troca comando das chefias de Assuntos Estratégicos e de Logística


O almirante-de-esquadra Carlos Augusto de Sousa e o tenente-brigadeiro-do-ar Ricardo Machado Vieira assumiram, respectivamente, a Chefia de Assuntos Estratégicos (CAE) e a Chefia de Logística (Chelog), ligadas ao Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA). A cerimônia, presidida pelo ministro da Defesa, Celso Amorim, ocorreu hoje, às 16h, no salão de honra do Ministério da Defesa (MD).

O almirante Carlos Augusto de Sousa substitui o tenente-brigadeiro-do-ar Marco Aurélio Gonçalves Mendes, que esteve à frente da CAE de 2009 a 2012. Nesse período, participou, junto com o Ministério das Relações Exteriores, de discussões de assuntos que demandam atenção das duas pastas, para posicionamento do Brasil junto a organismos do exterior.

Também teve participação decisiva no processo de criação da Comissão Binacional de Fronteira (Combifron). Liderou iniciativas que fomentaram a cooperação bilateral e a cooperação técnico-militar com vários países. Mendes retorna à Aeronáutica na função de diretor-geral do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea).

No pronunciamento de despedida, o brigadeiro Mendes lembrou a trajetória vitoriosa do MD e destacou o conceito de interoperabilidade. “Esse é seguramente o mais importante e significativo indicador da nossa competência em administrar a defesa da nação brasileira”, disse.

O novo chefe da CAE, que pela primeira vez atuará fora da Marinha do Brasil, considera oportunidade única trabalhar em uma organização estratégica para o país. “Minha expectativa é a melhor possível. Espero poder contribuir com o Ministério da Defesa, de modo especial, nas relações internacionais, política-estratégica e inteligência.”

Antes de assumir o cargo no Ministério da Defesa, o almirante Carlos Augusto foi subchefe de Estratégia do Estado-Maior da Armada, diretor do Pessoal Militar da Marinha e comandante do 1º Distrito Naval.

Chelog

O brigadeiro Machado tomou posse no lugar do almirante-de-esquadra Gilberto Max Roffé Hirschfeld. Durante o tempo em que comandou a Chefia de Logística, o almirante Max coordenou atividades como a elaboração e consolidação do Plano de Articulação e Equipamento de Defesa das Forças Armadas (Paed), participou da aprovação do regimento de informações gerenciais relativa à gestão de Empresas de Interesse da Defesa Nacional (EIDN) e dirigiu a elaboração da Doutrina de Mobilização Militar, aprovada em janeiro de 2012.

Em seu discurso de despedida, o almirante Max falou da evolução do MD, que com voz ativa no governo vence desafios e atinge metas ambiciosas. “A aprovação da Estratégia Nacional de Defesa (END) e a execução de diversas operações conjuntas constatam essa realidade.” O militar afirmou, também, que “a proximidade da aprovação de grandes projetos, decorrentes da END, e a necessidade de vencer desafios motiva quem trabalha aqui.”

O brigadeiro Machado destaca que a principal característica do ministério é buscar a interação das Forças. “Tenho certeza que nós já chegamos a um nível excepcional e cabe a mim dar continuidade a essa iniciativa. Na verdade, temos que investir nesse trabalho conjunto. Só assim teremos uma Força Armada à altura do nosso país.”

O novo chefe da Chelog, brigadeiro Machado, acumula experiências como a de comandante de Defesa Aeroespacial Brasileiro e do VI Comando Aéreo Regional. Sua última função foi no Comando-Geral de Apoio (Comgap).

Participaram da cerimônia o ministro do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, general-de-exército José Elito Carvalho Siqueira; comandante da Marinha, almirante-de-esquadra Júlio de Moura Neto; comandante da Aeronáutica, tenente-brigadeiro-do-ar Juniti Saito; chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), general-de-exército José Carlos De Nardi; e o secretário de Economia e Finanças do Exército, general-de-exército Gilberto Arantes Barbosa, que representou o comandante do Exército, general-de-exército Enzo Martins Peri.