12 de Março, 2012 - 10:57 ( Brasília )

Defesa

Seminário discute padronização de procedimentos em operações militares conjuntas


Começa hoje e estende-se até a sexta-feira (16) o “I Seminário Apoio de Fogo em Operações Conjuntas”. Ao longo de toda a semana, oficiais-generais, oficiais-superiores e oficiais do Ministério da Defesa e dos Comandos da Marinha, do Exército e da Aeronáutica especializados no tema vão discutir a padronização e o aprimoramento de procedimentos em operações conjuntas – aquelas integradas por militares de mais de uma Força. O evento é uma iniciativa do Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER).

O seminário, que será aberto pelo tenente brigadeiro-do-ar Aprígio Eduardo de Moura Azevedo, chefe do EMAER, acontece no auditório do Grupamento de Apoio de Brasília (GAP-BR), das 9h às 17h. São objetivos do evento estabelecer parâmetros básicos para o desenvolvimento da doutrina de operações conjuntas; identificar as necessidades, possibilidades e limitações de integração sistêmica entre as atividades relacionadas ao apoio de fogo em operações conjuntas; disseminar e nivelar conhecimentos doutrinários referentes ao tema e obter subsídios para a elaboração de uma instrução provisória do assunto.

Durante o simpósio, os cerca de 90 participantes serão divididos em três equipes de trabalho, cada uma dedicada a discutir desdobramentos específicos. Enquanto o grupo “Alfa”, por exemplo, irá debater temas como planejamento do apoio de fogo conjunto e o sistema de apoio de fogo e seus efeitos desejados, caberá ao grupo “Bravo” analisar medidas de coordenação do apoio de fogo entre aeronaves e artilharia.

Ao final das atividades, cada grupo deverá expor, por 30 minutos, os temas estudados e apresentar um relatório contendo as conclusões dos membros da equipe. Os trabalhos em grupo serão realizados nas salas de reunião do EMAER.

A programação completa do “I Seminário Apoio de Fogo em Operações Conjuntas” está disponível no site da Força Aérea Brasileira (FAB).