28 de Fevereiro, 2012 - 08:15 ( Brasília )

Defesa

Defesa agracia militares que morreram no combate ao incêndio na Estação Antártica Comandante Ferraz

Comando da Marinha promoveu ex-primeiro-sargento Roberto Lopes dos Santos e o ex-suboficial Carlos Alberto Vieira Figueredo ao posto de primeiros-tenentes

Os segundos-tenentes Carlos Alberto Vieira Figueredo e Roberto Lopes dos Santos, mortos no combate ao incêndio que atingiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, serão agraciados com o grau de comendador da Ordem do Mérito da Defesa. O ministro da Defesa, Celso Amorim, encaminhou a solicitação para a presidenta da República, Dilma Rousseff, na tarde de hoje.

A Ordem do Mérito é a mais importante condecoração concedida pelo Ministério da Defesa. A medalha é outorgada com a finalidade de premiar civis e militares, brasileiros ou estrangeiros, que tenham se distinguido no exercício da profissão, além de organizações militares e instituições civis que também tenham prestado relevantes serviços ao Ministério da Defesa e às Forças Armadas no desempenho de suas missões constitucionais.

A condecoração foi criada em junho de 2002 e tem como grã-mestra a presidenta da República.

Para o ministro Celso Amorim, os dois militares brasileiros que morreram no incêndio foram heróis. “Eles estiveram na área de maior risco, que foi justamente onde originou o incêndio, na tentativa de debelar e não conseguiram. O momento é de dor pela perda das vidas.”
Em nota divulgada no sábado à noite pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, a presidenta Dilma Rousseff destacou o heroísmo dos militares no combate ao incêndio e manifestou solidariedade às famílias dos dois mortos.

Honras militares

Os restos mortais dos militares mortos enquanto combatiam as chamas chegam amanhã pela manhã na Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro. Às 9h, com a presença do vice-presidente da República, Michel Temer, e do ministro Celso Amorim, receberão honras militares. Por meio de portaria, o Comando da Marinha promoveu hoje o ex-primeiro-sargento Roberto Lopes dos Santos e o ex-suboficial Carlos Alberto Vieira Figueredo ao posto de primeiros-tenentes.