30 de Setembro, 2011 - 15:03 ( Brasília )

Defesa

Amorim já de Partida?

O nome do ministro da Defesa, Celso Amorim, começou a circular imediatamente hoje em Genebra como um potencial candidato para substituir o chileno Juan Somavia na direção da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

GENEBRA - O nome do ministro da Defesa, Celso Amorim, começou a circular imediatamente hoje em Genebra como um potencial candidato para substituir o chileno Juan Somavia na direção da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Somavi anunciou hoje que vai encurtar seu segundo mandato e abandonará o cargo em meados de 2012, em vez de ficar até março de 2014. Ele alegou "fortes razoes pessoais" e retornará ao Chile.

Amorim está informado da avenida que se abre para ele, com a saída de Somavia. Ele foi presidente do Conselho de Administração da OIT e conhece bem a entidade. Além disso, o Brasil tem um papel de peso na organização e passou inclusive a contribuir financeiramente para alguns programmas em países mais pobres.

Existe uma prática nas Nações Unidas de rodízio geográfico entre os diretores das organizações internacionais. Oficialmente, porém, a regra básica é de a escolha ser pelo mérito, e não por região.

Neste ano, no espaço de três meses, o Brasil conseguiu eleger o diretor geral da Agência da ONU para Agricultura e Alimentação (FAO), José G aziano da Silva, e o diretor da Organização Internacional do Café (OIC), Robério Silva.