13 de Setembro, 2011 - 13:00 ( Brasília )

Defesa

DefesaNet Entrevista - Gen Sverker Göranson Chefe Supremo das Forças Armadas da Suécia


O General Sverker Göranson, Comandante Supremo das Forças Armadas da Suécia, cumpre uma agenda oficial de 11 a 15 de Setembro no Brasil.

O Gen  Göranson concedeu uma entrevista exclusiva a DefesaNet, nesta terça-feira. Após o primeiro dia de sua visita ao Brasil, que incluiu reuniões com o General Enzo Peri, Comandante do Exército Brasileiro, e o Brigadeiro Mendes representando o Chefe do Estado-Maior Conjunto, Gen De Nardi, em viagem, e visita à Base Aérea de Anápolis (BAAN), para conhecer o 2º/6º Grupo de Aviação Guardião, que opera os aviões E-99 equipados com os radares Erieye fabricados pela SAAB da Suécia.

O Gen Göranson assumiu o posto de comandante das Forças Armadas da Suécia, em março de 2009.  Oriundo do Exército o Gen Göranson é da arma de blindados. Incorpora em seu currículo várias missões no exterior. Inclui um ano na Força e Paz na Bósnia e após na missão liderada pela OTAN na região. Também 3 anos e meio como Adido Militar, em Washington DC.  

O Gen  Sverker Göranson tem agendado encontros com os três comandantes em Brasília:Exército,General Enzo Martins Peri; o Comandante da Marinha, Almirante Julio Soares de Moura Neto; o Comandante da Aeronáutica, Brigadeiro Juniti Saito, e o Brigadeiro Mendes, , substituindo o Gen De Nardi Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas atualmente em viagem.Tanto no Comando do Exército e após como Chefe do Estado-Maior do Comando Conjunto (2007) o Gen Göranson participou ativamente dos planos de reestruturação e modernização das Forças Armadas da Suécia.


DefesaNet – Quais os objetivos de sua viagem ao Brasil?

Gen  Sverker Göranson –Conhecer as peculiaridades do Brasil e trocar experiências, tanto em operações como em equipamentos. Estamos operando em missões como  Afeganistão e agora na Líbia. E queremos trocar conhecimentos com as experiências do Brasil como no Haiti (MINUSTAH).

DefesaNet – Como foi seu primeiro dia de visitas oficiais?

Gen  Göranson– Foi excelente. Visitei a Base Aérea de Anápolis (2º/6º GAv Guardião) onde tivemos a oportunidade de trocar experiências. Também a visita ao Gen Enzo (Comandante do Exército), onde torçamos experiências sobre “Force Transformation”. O Exército Brasileiro está atualmente envolvido neste processo e podemos ajudar. Embora a Suécia seja muito menor que o Brasil também temos grandes mudanças geográficas no norte e no sul. O Brasil apresenta inúmeras regiões diferentes entre si (Amazônia, costa, interior, sul) e como planejar forças para tão diferentes teatros operacionais. Falamos sobre a experiência da Suécia.

Também mantivemos contato com o Brigadeiro Mendes, do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (substituindo o Gen De Nardi em viagem).

DefesaNet – É planejado ações conjuntas em Missões de Paz?

Gen  Göranson –Pode ser no futuro. No momento queremos trocar experiências, de forma “open mind” de nossas missões, como o Afeganistão, e em especial na Líbia. As missões de “intelligence” e reconhecimento executadas pela Força Aérea Sueca geraram uma experiência e conhecimento, que podemos compartilhar.

E conhecer as experiências do Brasil no Haiti (MINUSTAH).

DefesaNet –  O senhor manterá contato com as 3 Forças e o EMCFA. Há planos específicos para cada uma?

Gen  Göranson – Estamos discutindo em um ambiente “open minded”com cada uma das Forças. E procuramos compartilhar as nossas experiências em cada área.

A visita terá prosseguimento no Rio de Janeiro, com a visita à “Escola Superior de Guerra” – ESG. O General Göranson  participará de palestras no Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPAB), Centro Sergio Vieira de Mello.

Matéria relacionada

Comandante Supremo das Forças Armadas da Suécia, Sverker Göranson, visita o Brasil Link