07 de Novembro, 2016 - 09:10 ( Brasília )

Defesa

Governo estreita acordos de defesa com o Líbano

Ministro Raul Jungmann esteve no país para discutir estratégias no âmbito das escolas militares

O ministro Raul Jungmann esteve nesta semana em visita oficial na capital do Líbano, Beirute. Ele se reuniu com o ministro da Defesa libanês, Samir Moqbel, para estreitar as relações de segurança entre os dois países no âmbito das escolas militares. 

Na quarta-feira (2), o ministro Jungmann participou da cerimônia em comemoração aos cinco anos da participação da Marinha do Brasil na Força-Tarefa Marítima UNIFIL. “Há cinco anos o Brasil assumiu o comando da primeira Força-Tarefa Marítima a integrar uma operação de paz na história das Nações Unidas. É uma enorme satisfação estar aqui, a bordo da Fragata Liberal, para celebrar esse lustro”, disse em discurso.

Criada há dez anos com a missão de patrulhar a costa libanesa, a Força-Tarefa Marítima evita a entrada ilegal de armas no país e contribuir para o adestramento da Marinha do Líbano. Segundo Jungmann, "a Força-Tarefa Marítima soma esforços com os demais componentes militares e civis da Força Interina das Nações Unidas no Líbano, a UNIFIL, em prol da manutenção da estabilidade na região", acrescentou.

Segundo o ministro, em 2011, “após os primeiros cinco anos de operação da Força-Tarefa, elevamos o nível de nossa contribuição para o esforço de paz da ONU e de nossa responsabilidade perante a comunidade internacional ao assumir o comando desse importante e inédito esforço”.

Nestes cinco anos, seis almirantes brasileiros exerceram o cargo de Comandante da Força e vários de navios brasileiros já atuaram como seu capitânia, alguns por até três missões intercaladas, como é o caso da Fragata Liberal.