25 de Outubro, 2016 - 09:15 ( Brasília )

Defesa

Brasil e Cabo Verde fecham acordos na área de defesa


Brasil e Cabo Verde vão aprofundar as relações no âmbito da defesa. Para isso, o ministro Raul Jungmann assinou, junto com o colega cabo-verdiano Luís Filipe Tavares, acordo-quadro de cooperação entre os dois países. Jungmann, representando o presidente Michel Temer, participou de cerimônia de posse do presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca.

Para o ministro brasileiro, o acordo firmado “assenta-se sobre a base desse robusto relacionamento bilateral”. E acrescentou: “Trata-se de um documento que acrescenta, ao florescente intercâmbio bilateral já existente, algumas ênfases importantes, como por exemplo, as que incidem sobre as áreas de pesquisa e desenvolvimento, de apoio logístico, de aquisição de produtos e serviços de defesa, experiências em operações internacionais de manutenção de paz, treinamento e instrução militar e exercícios militares conjuntos.”

Ainda no discurso, o ministro diz estar ciente da “importância deste momento histórico, que consagra o vigor e a plena maturidade de uma democracia exemplar”. De acordo com Jungmann, “nas recentes eleições presidenciais, e a exemplo de todas as disputas eleitorais que se sucederam em seus 41 anos como país independente, Cabo Verde reafirmou-se como modelo de estabilidade institucional e de inabalável vigência do Estado de Direito”.

O ministro disse também que o presidente Temer pediu que transmitisse “aos nossos amigos cabo-verdianos a expressão da importância por ele atribuída a este país irmão, não apenas por conta de sua impecável trajetória democrática, mas também de sua estatura como nação e como ponto de encontro entre três continentes: África, Europa e América.”  

Agenda Brasil-Cabo Verde

O ministro disse que para permitir o desenvolvimento de uma “rica agenda”, o Ministério da Defesa conta com uma representação em Cabo Verde, “que estimo ser condizente com o grau de maturidade das nossas relações no campo da defesa”.  No segundo semestre de 2013, foi aberto em Praia, capital cabo-verdiana, uma missão naval brasileira. Também em Praia, abriram-se a Aditância de Defesa da Marinha, do Exército e da Aeronáutica. Em seguida, a missão naval brasileira foi transferida para a cidade do Mindelo.

“Nos últimos anos, uma sucessão de eventos de alto nível vem projetando a cooperação da defesa ao patamar mais elevado da agenda bilateral”, disse Jugmann.

O ministro afirmou que a prova deste estreitamento entre Brasil e Cabo Verde pode ser constatada na “intensa troca de visitas oficiais de nossos respectivos antecessores”. E, para coroar este ciclo, o ministro brasileiro convidou o colega Luís Filipe Tavares a visitar o Brasil. A cerimônia aconteceu no Palácio do Governo.