09 de Agosto, 2011 - 09:12 ( Brasília )

Defesa

Dilma enfatiza que comando geral das Forças Armadas no país é seu

Na posse de Amorim, presidente diz que ministro seguirá estratégia

Demétrio Weber
Jailton de Carvalho

BRASÍLIA. Ao empossar ontem o ex-chanceler Celso Amorim no Ministério da Defesa, a presidente Dilma Rousseff chamou para si a responsabilidade sobre o comando geral das Forças Armadas do país. A presidente deixou claro que a troca do ex-ministro Nelson Jobim por Amorim não implicará em mudanças na Estratégia Nacional de Defesa. Na mesma linha do antecessor, Amorim defendeu o fortalecimento do aparato militar brasileiro e o respeito aos direitos humanos.

- Não tenham dúvida: com o meu apoio e sob o meu comando direto, ele (Amorim) ajudará muito o Ministério da Defesa a vencer os seus maiores desafios, tanto os mais urgentes, os mais conjunturais, quanto os mais estratégicos - discursou a presidente.

Dilma disse que escolheu Amorim para a vaga de Jobim depois de refletir longamente sobre o assunto. Para ela, o ex-chanceler tem qualidades pessoais e profissionais que o credenciam para a nova missão. A presidente sustenta que o novo ministro vai manter os projetos em andamento e, em alguns casos, poderá até acelerar alguns programas.

- O convoquei porque tenho convicção de que ele é o homem certo para o lugar certo. Muitos projetos estratégicos para o país e para o nosso futuro estão em andamento lá no Ministério da Defesa. São projetos que não podem, em hipótese alguma, sofrer rupturas, atrasos ou adiamentos - disse Dilma.

Em seu discurso, Celso Amorim defendeu o fortalecimento das Forças Armadas. Para ele, existe um descompasso entre a crescente inserção do Brasil no cenário internacional e sua estrutura de defesa, essencial para proteger riquezas do país, entre elas as reservas de petróleo do pré-sal.

- Um país pacífico como o Brasil não pode ser confundido com país desarmado e indefeso. Vivemos em paz com os nossos vizinhos. Mas o Brasil é detentor de enormes riquezas e possuidor de infraestruturas de grandes dimensões. Cabe ao Estado brasileiro resguardar extensas fronteiras terrestres e marítimas - disse o ministro.

DefesaNet

Discurso da Presidenta da República, Dilma Rousseff, durante cerimônia de posse do Ministro da Defesa, Celso Amorim Link

Íntegra do discurso do ministro Celso Amorim ao tomar posse como ministro da Defesa Link

Defesa - Amorim Reúne-se pela Primeira vez com os Comandantes Militares Link

"O partido da Defesa é a pátria", diz Dilma em posse de Amorim Link