09 de Dezembro, 2015 - 11:50 ( Brasília )

Defesa

Almirante Ademir Sobrinho toma posse como chefe do EMCFA


Lane Barreto e Alexandre Gonzaga
ASCOM MD

Tomou posse nesta terça-feira (08) o novo chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), almirante-de-esquadra Ademir Sobrinho. A cerimônia na qual o general José Carlos De Nardi transmitiu o cargo para o colega da Força Naval aconteceu no Salão de Honra do Ministério da Defesa (MD), em Brasília (DF).

Ao receber o novo chefe do EMCFA, Aldo Rebelo dispensou “medida de confiança ao almirante pela sua capacidade profissional, por seus atributos de brilhantismo ao desempenhar tarefas como a chefia do Departamento de Armamento da Fragata Independência, o comando do Navio-Patrulha Fluvial Rondônia, a adidância naval na Itália e o comando da Flotilha do Amazonas”.

Rebelo ainda destacou os desafios que o almirante Ademir terá que enfrentar com as atualizações da Política Nacional de Defesa (PND), da Estratégia Nacional de Defesa (END) e do Livro Branco de Defesa (LBD), além dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos 2016.

Integrante das Forças Armadas desde 1970 (anteriormente fez parte da Força Aérea), Ademir Sobrinho conta que cultivou vínculos de amizade e companheirismo ao longo dos 40 anos que esteve na Força Naval. “Fiquei muito feliz com o convite do ministro Aldo Rebelo para assumir a chefia do EMCFA, mas triste por deixar a Marinha”, declarou.  Sobrinho também agradeceu a maneira cortês como foi recebido pelo general De Nardi ao ingressar no EMCFA e ressaltou que pretende dar continuidade aos projetos do antecessor. “Até que seja necessário modificá-las, permanecem em vigor as ordens emanadas por meu antecessor”, afirmou.

Estiveram presentes os comandantes de Marinha, almirante Eduardo Bacellar Leal Ferreira; do Exército, Eduardo Dias da Costa Villas Bôas; da Aeronáutica, brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato; o secretário-geral do MD, Joaquim Silva e Luna; secretários do Ministério da Defesa, adidos militares estrangeiros, generais e oficiais superiores das Forças Armadas, entre outras autoridades.

De Nardi: cinco anos à frente do EMCFA com legado em Grandes Eventos

Doutor em Ciências Militares pela Escola de Comando do Estado-Maior do Exército, bacharel em Economia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e curso de Política, Estratégia e Alta Administração, entre outros, o general deixa um legado para o País na construção e experiência em grandes eventos. Esteve à frente do trabalho de segurança da Copa do Mundo 2014, atuando em prol da interoperabilidade das Forças Armadas e em conjunto com os órgãos de segurança pública.

O ministro da Defesa, Aldo Rebelo, destacou que a transição do EMCFA é um marco para biografia do general De Nardi, por causa de suas grandes realizações cumpridas com talento, dedicação e espírito patriótico. Aldo ainda salientou a estruturação do órgão e o reconhecimento na segurança de grandes eventos, além do apreço e admiração que a presidenta Dilma Rousseff tem pelo general. O ministro ressaltou que sua biografia era motivo de orgulho para o Exército Brasileiro.

Em seu discurso, De Nardi destacou que chefiar o EMCFA foi o maior desafio de sua carreira e que sentia alegria ao lembrar tudo começou com apenas três militares, e que atualmente, o órgão conta com um quadro de mais de 500 militares, entre os quais, 18 oficiais-generais.

"Passamos, ainda, em processo de consolidação, pela Rio+20, Copa das Confederações, Jornada Mundial da Juventude, Copa do Mundo, operações Ágata, e tantas outras atividades não só no nosso País, como também, em várias participações no exterior”, disse.