10 de Junho, 2015 - 10:00 ( Brasília )

Defesa

Integração das FFAA marca os 16 anos do MD

Entre as atividades coordenadas pelo órgão destacam-se as Operações Ágata

O Ministério da Defesa (MD) celebra nesta quarta-feira (10/06) 16 anos de criação. Um dos principais objetivos do órgão é estabelecer o nível adequado de segurança do Brasil, garantindo a soberania e a integridade territorial do País.

Cerca de 500 militares das três Forças (Marinha, Exército e Aeronáutica) trabalham no MD. São homens e mulheres que ajudam a proteger os cidadãos, os interesses nacionais, os bens e os recursos brasileiros.

Atualmente, mais de 180 militares da Força Aérea Brasileira (FAB) ocupam diversos cargos no MD. Entre eles o Chefe de Logística do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas do Ministério da Defesa, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez.

“O Ministério da Defesa atua dentro de um amplo conjunto de atividades, desde o fortalecimento e a manutenção da paz, sob a égide da ONU, até as questões relativas ao serviço militar, com destaque para o Programa Soldado Cidadão, a mobilização nacional, muitos projetos sociais e esportivos, além de, juntamente com outros órgãos governamentais, participar da segurança de grandes eventos, como a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos de 2016”, explica o oficial-general.

O Tenente-Brigadeiro é responsável pelo apoio às ações de integração e interoperabilidade entre Marinha, Exército e Aeronáutica, uma das prioridades do MD nos últimos anos. O trabalho conjunto visa a otimizar o uso dos meios militares e logísticos na defesa do País e em exercícios e operações nacionais e internacionais, humanitárias ou de resgate, ou segurança das fronteiras e nas ações de Defesa Civil. “Essa integração tem por objetivo dotar as Forças Armadas de capacidade de defesa imediata, de pronta-resposta, frente a ameaças de nossa soberania”, afirma.

Entre as atividades coordenadas pelo ministério destacam-se as Operações Ágata, realizadas nas fronteiras do Brasil, para o coibir tráfico de armas e munições, narcotráfico, contrabando e garimpo ilegal. Durante a Jornada Mundial da Juventude, na visita do Papa Francisco ao Brasil, os efetivos da Marinha, Exército e Aeronáutica foram empregados na segurança do Pontífice e dos peregrinos. Além disso, o MD também coordenou a atuação dos militares na segurança da Copa do Mundo no ano passado.

Em 16 anos, o Ministério da Defesa se consolidou como o órgão integrador da segurança de defesa nacional, conquistou a garantia da igualdade de gêneros nas Forças Armadas e participou de projetos estratégicos importantes de defesa, como a aquisição dos novos caças da FAB, o Gripen NG. “Hoje, comemoramos essa data tão importante com muita alegria e grande júbilo, enaltecendo e prestando um preito a todos aqueles que nos antecederam, e também a todos seus integrantes de hoje, pelas conquistas alcançadas em prol do nosso País”, finaliza o Tenente-Brigadeiro Bermudez.