06 de Março, 2015 - 12:00 ( Brasília )

Defesa

CREDN - Jô Moraes eleita Presidente




Brasília– “A CREDN trata de questões de Estado e é integrada por uma diversidade de opiniões que têm de ser levadas em consideração sobre o que se passa no mundo e o papel do Brasil”. Foi com esta mensagem que a deputada Jô Moraes (PCdoB-MG) eleita na quarta-feira, 4, para a presidência da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional, assumiu o cargo.
 
Aos 68 anos, Jô Moraes está em seu terceiro mandato pelo PCdoB, partido ao qual é filiada desde 1972. A deputada já foi líder do partido na Câmara e presidiu ainda a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) sobre a violência contra a mulher. Ela destacou que sua gestão será marcada pelo diálogo e pela execução de um plano de trabalho que contemple as prioridades das políticas Externa, de Defesa e de Inteligência, ouvidas todas as bancadas.
 
“O Brasil tem consolidada sua política de paz e de oposição à disseminação dos conflitos e precisamos fortalecer esta agenda. Além disso, vamos trabalhar para que as nossas relações políticas e comerciais sejam ampliadas com foco no desenvolvimento do país”, afirmou Jô Moraes.
 
Inteligência
 
Este ano, a presidente da CREDN acumula também o comando da Comissão Mista de Controle das Atividades de Inteligência (CCAI), órgão de controle regulamentado pelo Congresso Nacional em 2013.
 
Para Jô Moraes, “um dos maiores desafios que temos pela frente é contrapormos os fenômenos de espionagem contra o Brasil onde sua estrutura de poder foi agredida”.
 
Segundo ela, “atuaremos em conjunto com o Senado para fortalecermos a Inteligência de Estado, uma Inteligência dotada das condições necessárias para a proteção das nossas riquezas naturais e econômicas, bem como dos nossos conhecimentos sensíveis”