20 de Agosto, 2014 - 09:30 ( Brasília )

Defesa

Escola Superior de Guerra: 65 anos dedicados ao pensamento sobre Defesa no Brasil


Foi no ambiente de instabilidade geopolítica característico do pós II Guerra Mundial, com a rivalidade entre potências alimentando a possibilidade de um conflito nuclear, que militares brasileiros atentaram para o fato de que o país ainda carecia uma estrutura de proteção estratégica robusta.

Mais do que isso, o Brasil ainda não conseguia tratar dos temas de Defesa de uma forma sistematizada, de modo a influenciar a maneira como a sociedade pensava sobre temas como soberania nacional e integridade territorial.

A partir desta constatação, brasileiros como o marechal Salvador César Obino, que, após a II Guerra, estudou no National War College, nos Estados Unidos, voltaram pra casa com um único proposito: transformar o Brasil num país forte e moderno, capaz de proteger sua soberania, suas riquezas e o seu povo.

Nesse contexto, em 1949, nascia a Escola Superior de Guerra (ESG), que neste dia 20 de agosto completa 65 anos de existência. Muito mais do que militares treinados para combate, armas e equipamentos, a escola surgiu com a missão de reunir a elite pensante do país e convidá-la a desenvolver um método de planejamento próprio, capaz de transformar o país numa grande potência.
 

“A Escola surgiu da necessidade de um planejamento, de uma estrutura. O Brasil precisava ser forte em todos os aspectos: econômico, psicossocial, capacidade de gestão, de movimentar recursos”, explica o almirante Leal Ferreira, atual comandante da ESG.

O almirante assegura que esse mesmo compromisso com o país continua a nortear a política educacional da ESG. Desde 1951, além de militares, tem como alunos civis da administração pública convidados a participar dos cursos oferecidos.

As atividades de estudo da ESG estimulam a troca de experiências entre profissionais de diversas áreas, com amplo espaço para o contraditório.

“Além de pessoas que passam a compreender o real valor do Brasil, a ESG forma pessoas que, ao voltar ao seu local de origem, conseguem aplicar o que foi aprendido em seu dia a dia, nas tomadas de decisão”, explica.

A ESG atualmente oferece mais de 12 cursos nas mais diversas áreas (abaixo), todas voltadas à gestão estratégica.

São destaque, entre eles, o Curso Avançado de Defesa Sul-Americano (CAD-SUL), voltado à cooperação regional, e o Curso de Gestão de Recursos de Defesa (CGERD), com foco no fortalecimento da indústria nacional de defesa.

O Campus ESG Brasília ocupa provisoriamente instalações do Ministério da Defesa, já o campus ESG Rio de Janeiro está localizado nas tradicionais e históricas instalações da fortaleza de São João na Urca, local em que Estácio de Sá fundou a cidade e iniciou o domínio português sobre a baía de Guanabara.

Campus Rio de Janeiro

Curso de Altos Estudos de Política e Estratégia
Curso de Estado Maior Conjunto
Curso Superior de Inteligência Estratégica
Curso de Logística e Mobilização Nacional
Curso de Gestão e Recursos de Defesa
Curso Avançado de Defesa
Curso Superior de Defesa

Campus Brasília

Curso de Direito Internacional dos Conflitos Armados
Curso Superior de Política e Estratégia
Estágio em Assuntos de Defesa