05 de Agosto, 2014 - 10:00 ( Brasília )

Defesa

ACISO - FAB leva atendimento de saúde à população no sul do Pará

Cerca de 500 pessoas participaram da Ação Cívico-Social em Cachimbo

“Eu fui ao ginecologista, oftalmologista e ortopedista”, declarou a dona de casa Maria da Conceição. Ela foi uma das cerca de 500 pessoas atendidas no domingo (03/08) na Ação Cívico-Social (Aciso) realizada no Campo de Provas Brigadeiro Velloso (CPBV), localizado na Serra do Cachimbo, no Sul do Pará. A ação com o objetivo de levar atendimento de saúde à população do entorno do CPBV ocorreu durante o evento “Portões Abertos”.

O município mais próximo ao CPBV, organização de treinamento da Força Aérea Brasileira (FAB), é Guarantã do Norte (MT), distante cerca de 80 km do Centro. A maior parte dos visitantes da Aciso era de residentes de Guarantã. Segundo a secretária de saúde da cidade, Izabel Cristina, a maior dificuldade da população é a ausência de médicos nas diversas especialidades. “Nós temos carência de pediatra e ginecologista e o evento proporcionou que tivéssemos acesso a especialidades que não dispomos em nosso município”, declarou.

Na Aciso foram disponibilizadas diversas especialidades para os pacientes, que puderam contar com otorrinolaringologista, oftalmologista, ginecologista, ortopedista, clínico geral e pediatra, além de procedimentos preventivos e curativos emergenciais na área de odontologia. Ao todo, foram 36 profissionais de saúde.

Luciano Romaes, 62 anos, viajou cerca de 100 km da cidade de Matupá (MT) até o CPBV. “Eu estou com problemas de audição e preciso de atendimento no otorrinolaringologista. Também devo ir ao oftalmologista”, afirmou. Como Luciano, o público da Aciso viajou dos municípios vizinhos até o CPBV. A cidade mais distante foi Rondonópolis (MT), a cerca de 1100 km do local da Aciso.

Para o coordenador do evento, Major Médico Fábio Amadeu, essa é uma das funções dos profissionais de saúde da FAB. “Os médicos, dentistas e enfermeiros não devem ficar apenas em consultórios ou locais fechados. Eventos como esses, com apoio das Unidades Celulares de Saúde, ajudam a população mais necessitada”, afirmou.

A Ação Cívico-Social foi organizada pelo Sexto Serviço Regional de Saúde, pelo Sexto Comando Aéreo Regional e pelo CPBV.

Portões Abertos – Além dos atendimentos de saúde, o público participou da oitava edição do evento Portões Abertos do CPBV. Cerca de quatro mil pessoas passaram pelo hangar do campo e tiveram a oportunidade de ver de perto as aeronaves da FAB, como o caça A-29 Super Tucano e o helicóptero de ataque da Aeronáutica AH-2 Sabre. O P-3AM Orion também foi uma atração a parte. Já o helicóptero H-60 Black Hawk realizou simulações de resgate e apresentações de rapel.

“As aeronaves despertam a curiosidade. Meus filhos sempre olham para o céu, veem os aviões e ficam com vontade de chegar perto. Hoje foi a oportunidade de visitar o nosso vizinho e ver os aviões, moramos na cidade ao lado”, declarou Jonas Machado que levou os dois filhos ao "Portões Abertos".

O evento contou ainda com uma exposição do IBAMA, sobre caça ilegal; entre outras.

“Essa é a oportunidade de estreitarmos os laços com a comunidade civil, além de mostrar o nosso trabalho para a população. O que mais vemos aqui são jovens que se interessam  e querem ingressar na Aeronáutica”, finalizou o Diretor do CPBV, Tenente-Coronel Mark Lima Santos.