02 de Agosto, 2014 - 11:50 ( Brasília )

Defesa

Decreto presidencial promove novos oficiais generais


Foi publicado no Diário Oficial da União (D.O.U) da última quinta-feira (31) o decreto presidencial que oficializa as promoções ao generalato de oficiais militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica.

Na Marinha, foi promovido ao posto de vice-almirante do Corpo de Armada o contra-almirante Marcos Silva Rodrigues. Ao posto de contra-almirante, os capitães-de-mar-e-guerra Carlos Eduardo Machado dos Santos e Alexandre Augusto Amaral Dias da Cruz. Já ao posto de contra-almirante do Corpo de Engenheiros da Marinha, foram publicados os nomes dos seguintes oficiais: Liberal Enio Zanelatto e André Ferreira Marques.

No Exército, os generais combatentes Fernando Azevedo e Silva e Manoel Luiz Narvaz Pafiadache alcançaram o topo da carreira, sendo promovidos ao posto de general de Exército. Os generais de Brigada Combatente Marcio Roland Heise, Marco Antonio Freire Gomes, Eduardo Diniz, Lourival Carvalho Silva foram promovidos ao posto de General de Divisão.

Já ao posto de general de brigada combatente, foram promovidos os coronéis de infantaria Rolemberg Ferreira da Cunha e Anisio David de Oliveira Junior; de engenharia, Daniel de Almeida Dantas e Marcos José Pupin; de artilharia, Ricardo Rodrigues Canhaci e Flavio Marcus Lancia Barbosa; e ao posto de general de brigada intendente, o coronel intendente Eduardo Pazuelo.

No âmbito do Comando da Aeronáutica, o D.O.U desta quinta-feira também oficializa a ascensão do o coronel-aviador Ricardo Reis Tavares ao posto de brigadeiro-do-ar.

Saiba mais sobre a carreira militar

Almirante-de-esquadra, general-de-brigada, major-brigadeiro. É por meio de expressões assim que as Forças Armadas brasileiras indicam o grau hierárquico dos militares que integram seu corpo funcional. 

Para identificar e distinguir a função e o posto que cada um ocupa, os uniformes usados pelos militares trazem insígnias que informam sua patente – ou seja, o estágio na carreira em que ele se encontra.

Ao propiciar essa diferenciação – se o militar está no início da carreira ou se é um oficial superior – as insígnias desempenham importante papel entre os militares, já que a hierarquia e a disciplina são a base institucional das Forças Armadas.

Cada posto militar representa um estágio importante da carreira, uma vez que a complexidade de cada um deles é crescente e exigirá cada vez mais dedicação, responsabilidade e habilidade.

A progressão na carreira é feita de forma planejada, seguindo critérios não só de capacitação profissional, como também dos limites de idade. O fluxo adotado nas promoções aos postos e graduações é fundamental para assegurar a operacionalidade do sistema, ou seja, para evitar casos em que profissionais de alta patente se aposentem sem ter novos generais para substitui-los, por exemplo.