13 de Abril, 2014 - 22:58 ( Brasília )

Defesa

SIPRI - Brasil é o 12º Orçamento Defesa



O Stockholm International Peace Research Institute (SIPRI) libera na segunda-feira, 14 ABR 14, os seus registros de WORLD MILITARY EXPENDITURE, 2013.

DefesaNet apresenta os pontos relevantes do estudo do SIPRI. Ele deve ser analisado com a devida e cuidadosa atenção pois começa a mostrar definições importantes nas principais nações que investem em Defesa no Mundo.
 
O estudo compilou os dados de 172 países que mostraram um gasto mundial em Defesa de U$ 1,747 Trilhão de Dólares, uma queda de 1,9 % comparado com 2012.
 
Os gastos mundias em defesa apreentam uma certa estabilização desde 2009 com a redução do envolvimento americano, em especial no Iraque e Afeganistão, mas também de outros países participantes da coalizão.


  - Gastos Globais em Defesa alcaçaram U$1,747 Trilhão de Dólares americanos em  2013.
 
- Os gastos totais em Defesa cairam cerca de 1,9% em termos reais entre 2012 e 2013. É o Segundo ano consecutivo de queda.
 
- Gastos militares decresceram: na América do Norte, Europa Central e Ocidental e na  Oceânia, em quanto aumentaram nas outras regi~poes do mundo..
 
- Os cinco maiores investimentos em Defesa em 2013 foram pela ordem: EUA, China, Rússia, Arábia Saudita e França.


 
- Os gastos em Defesa dos Estados Unidos decresceram em7,8% alcançando $640 Bilhões. Uma grande parte desta redução pode ser atribuída pela diminuição das operações no Iraque e Afeganistão
 
- China aumentou seus gastos em 7,4%, de acordo com os seus planos de maior investimento em Defesa, acompanhando o crescimento econômico do país.
 
 - Russia aumentou os gastos  militares em 4,8%, e pela primeira vez desde o ano de  2003, gastou maior percentual em relação ao PIB, na Defesa do que os Estados Unidos. Seu plano de Defesa de 2011 a 2020 prevê investimentos de U$ 705 Bilhões de Dólares.

 
- Arábia Saudita foi o quarto maior  investidor em Defesa no ano de 2013, em  2012 foi sétimo. O Reino Unido caiu para sexta posição.
 
- Um total de 23 países  dobraram seus gastos militares em termos reais entre os anos de 2004 e 2013. Estes países estão localizados  em regiões outras que a América do Norte , Europa Central e Ocidental e Oceania. Para o SIPRI quase todos estes países apresentam uma ou mais das características abaixo:

 

- Vigoroso crescimento econômico;
- Reservas de petróleo e gás, e,
- Conflitos armados e violência significativa
.

 

O Brasil

 
O Brasil apresentou um gasto  de U$ 31,5 Bilhões, em 2013, o que o coloca em 12ª posição no mundo. Em 2012 foi o 10º.
 
Nos anos de 2007 a 2012 ocorreu uma valorização do Real, com ganhos em posições, com  desvalorização, em 2013 ocorreu o processo inverso  que levou a uma perda de posição relativa.
 
Uma comparação com os períodos dos Governos Fernando Henrique e os períodos de Luiz Inácio e Dilma Rousseff apresenta o seguinte número.
 
O gasto em relação ao PIB

FHC  (8 anos)                1,76 %.
Lula e Dilma (13 anos)  1,51%

Embora tenha crescido em termos reais em dólar, cerca de 7% ao ano entre 2003 e 2010, em percentual relacionado ao PIB caiu 0.25% na média.
 
O país na América do Sul que mais cresceu em gastos militares foi o Paraguai, um aumento de 33%.
 
 Os gastos em defesa da América do Sul ano 2013 valores::
 

Total América do Sul   U$ 67,0 Bi   100%
Gastos Brasil               U$ 31,5 Bi     47% do total da região


Valores do Orçamento do Ministério da Defesa do Brasil, em U$ Bi nos últimos sete anos

Ano 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
Valor em U$ Bi 29,5 31,4 34,4 38,1 36,9 37,6 31,4