10 de Dezembro, 2013 - 08:20 ( Brasília )

Defesa

Projeto Astros 2020 – Lançamento da Pedra Fundamental do Forte Santa Bárbara

Trechos do Pronunciamento do Tenente-Coronel Oliveira, Comandante do 6º Grupo de Lançadores Múltiplos de Foguetes e Campo de Instrução de Formosa 6º GLMF/CIF.

…o Exército Brasileiro, para melhor defender a Pátria, se estrutura em Armas, Quadros e Serviços. A Arma de Artilharia é o principal vetor de um sistema que realiza tiros, para fornecer o apoio de fogo imprescindível ao êxito das Forças Terrestres de Defesa. Hoje, estamos em um quartel de Artilharia, o 6º Grupo de Lançadores Múltiplos de Foguetes, onde participaremos de um marco da evolução do Exército e da Defesa do Brasil, com diversos benefícios duais, que é o Lançamento da Pedra Fundamental do Forte Santa Bárbara.

 O momento é propício para estabelecermos o vínculo do nome Santa Bárbara com a alma artilheira, pois nos permite revisitar as tradições que conformam um valioso patrimônio cívico, moral e espiritual.

O simbolismo da lenda de Santa Bárbara originou a crença de que Deus teria dado a ela o poder e o domínio sobre o fogo. Eis porque, desde o aparecimento das armas e da pólvora, ela é invocada como padroeira dos homens que lidam com estes materiais.

Assim, em 04 de dezembro de 1951, o Papa Pio XII proclamou Santa Bárbara como a Celestial Padroeira dos Artilheiros, Marinheiros, Engenheiros e Bombeiros. Mais tarde, o culto à Santa estendeu-se aos doentes e às pessoas com deficiência. Em sintonia, o Exército Brasileiro a adotou como Padroeira da Artilharia, com a comemoração também em 04 de dezembro.

Em agosto do corrente ano, o Gen Enzo, Comandante do Exército, aprovou a designação histórica “Forte Santa Bárbara” para ocomplexo de quartéis, vilas militares e Campo de Instrução de Formosa. O Forte sediará transcendental Projeto para a Arma dos Fogos Largos, Densos e Profundos, indutor da Transformação do Exército, o Projeto Estratégico ASTROS 2020.

Essa iniciativa estratégica contribui, expressivamente, para a capacidade de dissuasão extrarregional do País, por meio do desenvolvimento, aquisição e capacidade de emprego de míssil tático de cruzeiro, com alcance de 300 km, e de foguete guiado, com precisão quatro vezes maior que o atual. A tecnologia adotada é nacional. O Projeto reforçará a pauta de exportações do Brasil, gerará mais de 6.000 empregos diretos e indiretos e fomentará o progresso socioeconômico das regiões abrangidas pelo empreendimento.

Ao visualizarmos a Artilharia de um Exército ajustado aos desafios de um Brasil que aspira maior protagonismo no cenário mundial, não é exagero afirmar que, em futuro próximo, este Forte será a Alma Máter da Artilharia, pois aqui serão especializados significativa parcela dos quadros de carreira dessa Arma do Exército.

Registro e agradeço o apoio e a ação decisiva do Comando e de todos os Órgãos de Direção Geral e Setoriais do Exército, das demais Organizações Militares envolvidas, dos pioneiros do Sistema ASTROS e da implantação do 6º GLMF em Formosa, da Gerência do Projeto Estratégico ASTROS 2020, dos Poderes Constituídos, nas esferas Federal, Estadual e Municipal, da Empresa AVIBRÁS, líder do desenvolvimento do Projeto, e de todos os entusiastas da Artilharia de Foguetes e de Mísseis, de ontem, de hoje e de sempre…”