04 de Maio, 2013 - 10:01 ( Brasília )

Defesa

MD - Secretário-geral toma posse Dr Ari Matos Cardoso

Ari Matos Cardoso vai coordenar órgãos internos civis da pasta



Secretário-Geral MD - Discurso de Posse Dr Ari Matos Cardoso Link



Brasília, 03/05/2013 – O Ministério da Defesa (MD) deu posse, na sexta-feira (03ABR13), ao primeiro secretário-geral nomeado para a pasta. O escolhido foi Ari Matos Cardoso, ex-titular de Coordenação e Organização Institucional do ministério. A cerimônia aconteceu pela manhã, no Salão de Honra do MD, e contou com a presença do ministro da Defesa, Celso Amorim.

“Ao lado da necessidade permanente de operar e assegurar a interoperabilidade das Forças Armadas, temos uma importantíssima vertente dentro do Ministério da Defesa, que é a vertente civil. (...) Essa parte carecia ainda de organicidade. E a criação da Secretaria-Geral permite isso”, explicou Amorim, durante a solenidade.

Em consonância com o ministro, Ari Matos destacou, em seu discurso, o “caráter sui generis” da estrutura organizacional do MD. “Apesar da complexidade e da abrangência de suas atividades, [o ministério] não dispunha de órgão com características semelhantes à de uma Secretaria-Executiva, exigindo, sobremaneira, a participação do ministro em assuntos que (...) podem e devem ser delegados”, disse.

A Secretaria-Geral foi criada como órgão central de direção, por meio da Lei nº 12.702, de 7 de agosto de 2012. Instituída pelo Decreto 7974, de 1º de abril de 2013, tem como competências assistir ao ministro da Defesa na definição de diretrizes; coordenar e planejar as atividades das Secretarias de Coordenação e Organização Institucional (Seori), de Produtos de Defesa (Seprod), de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto (Sepesd), bem como o Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam) e o Departamento do Programa Calha Norte.

Durante a posse, Ari Cardoso enfatizou a satisfação em participar “desse momento de reestruturação do Ministério da Defesa”. E citou órgãos recém-criados na pasta, como o Instituto Pandiá Calógeras; as vice-chefias de Assuntos Estratégicos e de Logística; a subchefia de Apoio a Sistemas de Cartografia; os departamentos de Desporto Militar, de Tecnologia da Informação, de Pessoal Civil e do Programa Calha Norte, além do núcleo da Escola Superior de Guerra em Brasília.

Para ele, a Secretaria-Geral – que gerenciará todos esses novos setores – vai permitir “uma ação articulada com a vertente militar, sob a responsabilidade do EMCFA [Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas]”.

Na Defesa desde 2003, Ari Matos Cardoso foi diretor do departamento de Administração Interna e esteve à frente da Coordenação e Organização Institucional do ministério – cargo em que permaneceu de agosto de 2007 até meados de abril deste ano.

Participaram da solenidade os comandantes do Exército, general Enzo Martins Peri, e da Força Aérea, brigadeiro Juniti Saito, além do chefe do EMCFA, general José Carlos De Nardi. O comandante da Marinha foi representado pelo chefe do Estado-Maior da Armada (EMA), almirante Fernando Eduardo Studart Wiemer.