COBERTURA ESPECIAL - Cyberwar - Tecnologia

18 de Outubro, 2012 - 17:35 ( Brasília )

Thales apresenta o Módulo de Segurança em Hardware com Curvas Elípticas mais rápido do mundo

nShield Connect e nShield Solo HSMs* oferecem velocidade e eficiência sem precedentes para reforçar a segurança nos mercados de TI e Redes Inteligentes

A Thales, líder mundial em tecnologia nos mercados de Defesa, Segurança, Aeroespacial e Transportes assim como em sistemas de informação e segurança da comunicação, anuncia o lançamento dos módulos de segurança em hardware (HSMs) nShield Connect 6000+ e nShield Solo 6000+, que oferecem o suporte mais rápido disponível para criptografia de curva elíptica (ECC), ajudando empresas a adotarem recursos inovadores de segurança e criptografia sem comprometerem o desempenho do sistema. 

Diante de ataques constantes a dados sensíveis e o aumento das regulamentações, torna-se cada vez mais difícil para as empresas usarem a criptografia e assinaturas digitais que garantam a confidencialidade e a integridade de suas informações. Esta prática muitas vezes entra em conflito com a infraestrutura de chave pública (PKI) utilizada para gerenciar as chaves e credenciais de uma empresa, ou provoca a implantação de novos sistemas de PKI para apoiar situações específicas, como a mobilidade, o sistema em nuvem ou a segurança de dispositivos. Reconhecida como a próxima geração na abordagem da criptografia de chaves públicas, o uso de ECC é um requisito comum no momento em que as empresas buscam métodos ideais para estabelecer níveis adequados de proteção diante destas técnicas inovadoras.
 
Além de apoiar novas aplicações, desde 2010 o Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia dos Estados Unidos (NIST) recomenda que as empresas utilizem chaves criptográficas com mais de 1024 bits para criptografia baseado no algoritmo RSA. Apesar do aumento no comprimento das chaves ampliar a segurança, ele também exige mais capacidade computacional do sistema, o que pode retardar seu desempenho operacional. O ECC proporciona uma alternativa viável para os algoritmos tradicionais em casos nos quais o desempenho é crítico ou a energia de processamento é limitada, tal como em um dispositivo portátil.
 
Richard Moulds, vice-presidente de estratégia em e-Security da Thales, explica: “a partir do momento em que o uso da criptografia se torna comum para a proteção de sistemas críticos e dados valiosos, surge uma demanda para algoritmos que atendam às necessidades de novos mercados. O surgimento de smartphones e de "dispositivos inteligentes conectados", como medidores para sistemas de bilheteria e máquinas de venda automática, exige a necessidade de uma maior segurança em dispositivos de baixa potência, e a criptografia de curvas elípticas atende essa necessidade. Estes dispositivos raramente funcionam isoladamente e quase sempre fazem parte de uma estratégia mais ampla de proteção de dados e uma arquitetura de criptografia que inclui o uso de HSMs. Da mesma forma que nossos clientes se mostram receptivos diante destas novas soluções, a Thales se empenha em apoiar tecnologias inovadoras, como ECC, de forma que continue oferecendo o desempenho e as capacidades de gerenciamento característicos do nosso portfólio de HSMs líderes no mercado".

 
Novos dados:

· Curva de Criptografia Elíptica é uma alternativa comprovada para algoritmos tradicionais associados com PKI e aplicações que utilizam operações de chaves públicas, proporcionando eficiência nos processamentos que estão bem adaptados para os mercados emergentes e os requisitos de segurança mundiais.

· Com a introdução do nShield Connect 6000+ e nShield Solo 6000+ a Thales oferece agora o mais rápido HSM com curvas elípticas do mundo, com taxas de aceleração de até 2.400 assinaturas por segundo.
 
· Empresas que implantam o nShield HSM se adaptam com facilidade às melhores práticas da indústria e ao crescente número de comandos para a privacidade de dados, protegendo as chaves críticas dentro de um limite inviolável e de alta segurança.
 
· Os modelos nShield Connect 6000+ e nShield Solo 6000+ passam atualmente pela validação do FIPS 140-2 Nível 3 (o padrão de segurança globalmente reconhecido para sistemas de criptografia) e estarão disponíveis no mercado no início de Novembro de 2012.

 
 
*do inglês Hardware Security Modules