COBERTURA ESPECIAL - Cyberwar - Geopolítica

07 de Dezembro, 2011 - 09:35 ( Brasília )

EUA abrem "embaixada virtual" para conseguir entrar no Irã


Os Estados Unidos abriram nesta terça-feira uma "embaixada virtual" na internet para se aproximar dos iranianos apesar da ausência de relações oficiais, em uma tentativa de romper a "cortina eletrônica" imposta pelo regime islâmico.

As autoridades iranianas já expressaram sua ira por essa iniciativa, acusando os Estados Unidos de pretender interferir no país depois que a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, anunciou o projeto em outubro passado.

A "embaixada virtual", que ficou online nesta terça-feira no endereço http://iran.usembassy.gov, fornece comunicados emitidos pelo governo americano em inglês e em persa, informação sobre vistos, notícias dos Estados Unidos e links para compartilhar pontos de vista.

Em uma mensagem de boas-vindas no site, Hillary expressa sua esperança de que a plataforma seja um veículo de comunicação entre iranianos e americanos "de forma aberta e sem temores".

"Pelo fato de os Estados Unidos e Irã não terem relações diplomáticas, perdemos algumas oportunidades importantes para dialogar com vocês, os cidadãos do Irã", afirmou em uma mensagem de vídeo. "Mas hoje podemos usar as novas tecnologias para diminuir essa brecha e promover uma maior compreensão entre nossos países, e entre os povos dos países, que é o motivo pelo qual criamos esta embaixada virtual", disse Hillary.