COBERTURA ESPECIAL - Cyberwar - Tecnologia

02 de Dezembro, 2011 - 12:35 ( Brasília )

Agência secreta britânica lança desafio na internet para recrutar decifradores de códigos

Uma das três grandes agências de inteligência da Grã-Bretanha lançou uma competição na internet com o objetivo de recrutar potenciais decifradores de códigos.

Os concorrentes precisam decifrar um código visual, em um site especialmente criado para este fim pelo Government Communications Headquarters (nome da agência, conhecida pela sigla GCHQ), chamado "Can You Crack It?" ('Você Consegue Decifrar Isso?", em tradução livre), dentro do prazo estipulado pela agência.

O desafio também foi divulgado em redes sociais, blogs e fóruns. A competição foi lançada discretamente no dia 3 de novembro e se estende até o dia 12 de dezembro.

"A audiência alvo desta campanha em particular é uma que pode não ser atraída através dos métodos tradicionais de propaganda e pode não saber que a GCHQ está recrutando para estes cargos", informou um porta-voz da agência.

"As habilidades deles podem ser ideais para nosso trabalho, mas eles podem não compreender como podem aplicar estas habilidades em um ambiente de trabalho, particularmente um onde eles tem a oportunidade de contribuir tanto", acrescentou.

Formulário de recrutamento

Segundo a GCHQ, a pessoa que decifrar o código postado no site, será redirecionada para uma outra página, até chegar na página de recrutamento da agência.

Logo depois de decifrar o código, é mostrada uma tela com o nome de um cargo, "Especialistas em Segurança Cibernética".

Os responsáveis pela competição já afirmaram que não temem que a resposta para o enigma seja espalhada pela internet, pois a agência quer que a campanha ajude a torná-la mais conhecida.

Mas, a agência deixou claro que qualquer concorrente que já tenha sido hacker não será contratado. Além disso, os concorrentes precisam ser cidadãos britânicos.

A GCHQ afirma que esta é a primeira vez em que usou um desafio lançado pela internet para recrutar novos funcionários, mas no passado ela usou outros métodos originais para atrair novos decifradores de códigos.

Em 2009, a GCHQ colocou conteúdo em vídeo, temas e fotos que podiam ser baixadas na rede Xbox Live. Estes conteúdos apareciam durante jogos como Call of Duty e Assassin's Creed, por exemplo.

Dois anos antes, a agência também colocou cartazes digitais em outros jogos online.

A agência é uma das mais tradicionais da Grã-Bretanha, ao lado do MI5 e do MI6. O nome GCHQ foi oficialmente adotado em 1946, mas agência já operava com outro nome desde 1919 e teve um papel decisivo decifrando os códigos nazistas na Segunda Guerra Mundial.



Outras coberturas especiais


Superior Tribunal Militar

Superior Tribunal Militar

Última atualização 16 AGO, 01:00

MAIS LIDAS

Cyberwar