COBERTURA ESPECIAL - Cyberwar - Segurança

19 de Abril, 2019 - 09:55 ( Brasília )

Alerta sobre os riscos das contas Dix

Nova moda de contas secretas entre os jovens pode gerar consequências graves

O Instagram se tornou uma rede social extremamente popular, sendo o aplicativo que mais cresceu no Brasil em 2018. Com mais adeptos, as contas dos usuários ganham cada vez mais seguidores, ficando difícil controlar quem tem acesso ou não às informações postadas.

A ESET, empresa líder em detecção proativa de ameaças, já divulgou sobre quais os cuidados ao postar fotos nas redes sociais. Porém, uma nova tendência entre os jovens chamou atenção dos especialistas, o Dix.

Mesmo com a opção de contas privadas, os jovens criaram as chamadas contas Dix, que são perfis secundários de Instagram criados geralmente por adolescentes na faixa de 14 a 20 anos, que selecionam minuciosamente seu público, liberando a visualização das postagens apenas para amigos íntimos, o que exclui parentes e colegas.

Diferente da conta pessoal padrão, na qual normalmente vemos o dia a dia da pessoa sendo publicado, nos Dix as pessoas postam aquilo que querem que apenas os amigos íntimos tenham acesso, ou coisas que pretendem esconder dos pais, como idas a festas com consumo de álcool, fotos provocantes, vídeos e imagens de atividades ilícitas, entre outros.

As contas geralmente possuem nomes que dificultam a identificação do autor, como apelidos, por exemplo. O que problema é que mesmo que sua conta seja privada e só seus amigos tenham acesso, é possível que, por conta de um descuido, o conteúdo da conta Dix seja vazado, causando problemas tanto para o usuário quanto para sua família, já que alguns tipos de conteúdo podem afetar judicialmente os pais do jovem.

“Ao selecionar seguidores temos a sensação de que estamos completamente seguros para postar o que quisermos, mas o problema é que qualquer descuido seja por meio de prints, ou acesso da conta por terceiros, podem fazer com que as imagens vazem. Por isso, é fundamental ficar atento às atividades que jovens praticam online e conversar sobre os riscos – a informação é a melhor maneira de prevenir futuros problemas ”, diz Camillo Di Jorge, Country Manager da ESET no Brasil.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Guerra Hibrida Brasil

Guerra Hibrida Brasil

Última atualização 18 MAI, 13:00

MAIS LIDAS

Cyberwar