COBERTURA ESPECIAL - Cyberwar - Tecnologia

12 de Dezembro, 2018 - 16:30 ( Brasília )

Kryptus - Segurança ganha foco estratégico na RNP

Novo plano estratégico de segurança cibernética guiará as ações da RNP nos próximos cinco anos, com benefícios para os mais de mil pontos que se conectam à rede acadêmica brasileira



 
Brasília – Após cinco meses de trabalhos intensos de entrevistas, pesquisas e análises realizadas em conjunto com os times da empresa Kryptus Segurança da Informação e da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), foi entregue o Programa Estratégico de Segurança da Informação da RNP.
 
O plano estabelece dez Objetivos Estratégicos de Segurança da Informação (OESI), que devem ser alcançados de forma planejada nos próximos cinco anos. Como destaque, estão a oferta de serviços cada vez mais seguros e o fortalecimento da segurança do Sistema RNP, que interliga mais de mil pontos no território nacional, beneficiando cerca de 4 milhões de alunos, professores, colaboradores e pesquisadores de instituições de ensino superior, institutos tecnológicos e de pesquisa, museus e hospitais universitários.
 
Com a nova orientação, a visão é ter a prática de segurança da informação da RNP reconhecida nos âmbitos nacional e internacional com serviços seguros, pessoas conscientes, processos maduros e tecnologias adequadas.
 
“A nossa Estratégia de Segurança da Informação vai além da mera visão de proteger os ativos da RNP. Ela reconhece o tema como uma oportunidade de negócio, através da oferta de serviços e soluções de segurança com valor percebido pelos usuários finais”, destaca o diretor-geral da RNP, Nelson Simões.
 
“Ao mesmo tempo que a RNP tem um papel estratégico para a área de ensino e pesquisa no país, a organização possui uma natureza muito particular, fazendo com que frameworks de segurança tradicionais de análise não bastassem para o estabelecimento do Plano. Isso tornou o trabalho especialmente rico em termos de resultados – foi uma honra termos colaborado”, comenta o CEO da Kryptus, Roberto Gallo.
 
Gallo ainda complementa que “no mundo em geral e no Brasil, em particular, são raras as ações estruturantes em termos de segurança da informação para as áreas de educação e pesquisa. Pela abrangência da RNP e pela envergadura do Plano, creio que se abre uma oportunidade única para mudar decisivamente a área no País.
 

Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP): Qualificada como uma Organização Social (OS), a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) é vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e mantida por esse em conjunto com os ministérios da Educação (MEC), Cultura (MinC), Saúde (MS) e Defesa (MD), que participam do Programa Interministerial RNP (PRO-RNP). Pioneira no acesso à internet no Brasil, a RNP planeja, opera e mantém a rede Ipê, infraestrutura óptica nacional acadêmica de alto desempenho. Com Pontos de Presença em 27 unidades da federação, a rede conecta 1.197 campi e unidades nas capitais e no interior. São mais de 4 milhões de usuários, usufruindo de uma infraestrutura de redes avançadas para comunicação, computação e experimentação, que contribui para a integração dos sistemas de Ciência e Tecnologia, Educação Superior, Saúde, Cultura e Defesa.
 
KRYPTUS S.A.: É um provedor brasileiro de soluções em segurança da informação, com 15 anos de história. Sediada em Campinas/SP, atua nos mercados das Américas, Europa e Oriente Médio. É reconhecida como “Cool Vendor in Brazil” pelo Gartner Institute e pelo Conselho Nacional de Defesa como “Empresa Estratégica de Defesa – EED”. Além disso a empresa é uma parceira estratégica do suíço Kudelski Group.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Doutrina Militar

Doutrina Militar

Última atualização 24 JUN, 10:35

MAIS LIDAS

Cyberwar