COBERTURA ESPECIAL - Cyberwar - Inteligência

23 de Março, 2018 - 10:40 ( Brasília )

Evento em Brasília discutirá segurança e defesa cibernética no mundo


Jornal de Brasília


Entre os dias 23 e 26 de abril, Brasília será palco do maior evento brasileiro de Defesa Cibernética, comunicações e guerra eletrônica, é a Brazil Cyber Defence. Defesa Cibernética é uma grande questão para o futuro no país. O Relatório Anual de Cibersegurança da Cisco 2017 revelou que apenas 56% dos alertas de segurança são investigados e menos de metade dos alertas efetivos são solucionados.

A Brazil Cyber Defence é um evento inédito que busca promover o debate dos assuntos de Defesa e Segurança entre as Forças Armadas e de Segurança Pública, setores da indústria, meio acadêmico, instituições públicas e privadas, e governo, com foco na sensibilização da sociedade e da administração pública sobre a importância da Ciberdefesa, da Cibersegurança, das Comunicações e da Guerra Eletrônica.

O objetivo é compartilhar as melhores práticas, estabelecer e manter padrões operacionais elevados e educar e interagir com setores público, privado, governamental e comunidade.

O evento reunirá grandes nomes nacionais e internacionais para discutir a questão da segurança cibernética. Durante os quatros dias de evento, os participantes poderão fazer workshops, acompanhar palestras e fóruns de discussões, assistir ou participar de competições de segurança da informação (Capture the Flag), e conhecer produtos que apresentam soluções e tecnologias.

Entre os palestrantes está Kevin Mitnick, o hacker mais famoso do mundo, o autor mais vendido e o maior palestrante em segurança cibernética da atualidade. Sua apresentação será semelhante à um show de mágica da tecnologia que incluirá uma demonstração ao vivo de hackeamento. Também há muita expectativa em torno do painel de Paul de Souza, fundador e presidente do Cyber Security Forum Initiative. Ele é uma grande referência mundial em Segurança Cibernética. Outro grande palestrante esperado é Demi Getschko, Diretor-presidente do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR.

Os painéis vão reunir nomes da iniciativa privada e governo. Temas como: Blockchain, infra-estruturas críticas de cibernética, marco legal da internet no Brasil, neutralidade da rede, interferidores de sinal eletromagnético, sistemas anti-drone, sistemas anti-RCIED, emprego de spoofing sobre drones, proteção de sinais de navegação por satélite contra interferência intencional, dentre outros, prometem atrair grande público.

A Brazil Cyber Defence vem em um momento muito importante para o país, onde os setores público e privado se preocupam cada vez mais com o assunto. Desde 2009 o Exército Brasileiro está à frente de um projeto que inclui a construção de um Centro de Defesa Cibernética, desenvolvimento de soluções em software e hardware, aquisição de supercomputadores e materiais de investigação digital. O valor do projeto é de cerca de R$ 331 milhões e deverá ser concluído até 2020.

Grandes bancos, como Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, vão apoiar o evento que acontece em Brasília. O setor bancário é um dos que mais investe em tecnologia da informação. De acordo com um estudo realizado pela consultoria Gartner, somente em 2015 esse investimento foi de R$ 19 bilhões, e o percentual do orçamento de segurança em TI reservado na prevenção e detecção de vulnerabilidades passará de 10% em 2012 para 60% em 2020.

Serviço:

Dias: 23 a 26/04/2018
Local: Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB)
Horário: 10h às 19h00

Dia 23/04 das 18h00 às 22h00 – reservado à autoridades e expositores da Brazil Cyber Defence

Informações: http://www.brazilcyberdefence.com/


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Dossiê EMBRAER

Dossiê EMBRAER

Última atualização 20 ABR, 12:10

MAIS LIDAS

Cyberwar