COBERTURA ESPECIAL - Cyberwar - Aviação

21 de Novembro, 2017 - 10:20 ( Brasília )

UNIFA promove I Seminário de Segurança e Defesa Cibernética

O evento contou com estudiosos do tema de diversas entidades

Tenente João Elias


A Universidade da Força Aérea (UNIFA), no Rio de Janeiro (RJ), promoveu, nos dias 13 e 14 de novembro, o I Seminário de Segurança e Defesa Cibernética. O evento contou com a participação do corpo docente e discente da UNIFA, totalizando 290 inscritos, entre militares das Forças Armadas, integrantes de entidades de ensino superior, doutores, professores, convidados e interessados nos riscos e nas inovações tecnológicas das estruturas críticas do cenário cibernético.

“Para se opor a possíveis ataques cibernéticos é essencial aperfeiçoar os dispositivos de segurança e adotar procedimentos que minimizem a vulnerabilidade dos sistemas que possuam suporte de tecnologia da informação e comunicação”, destacou o Coronel Paulo Sergio Porto, do Comando de Defesa Cibernética.



Em se tratando de risco cibernético e inovação tecnológica, o Professor Doutor Paulo Pagliusi, consultor em Gestão Estratégica em Riscos Cibernéticos, salientou que “a maioria dos vazamentos e violações de dados, que se tornaram públicos nos últimos anos, demonstram que as organizações comprometidas podem passar semanas ou até meses antes de descobrir o que ocorreu”.

Aberto ao público, em especial aos estudiosos do tema e ao universo acadêmico, o seminário foi organizado pelo Centro de Estudos Estratégicos (CEE) da UNIFA, em contribuição ao seu Programa de Pós-Graduação em Ciências Aeroespaciais (PPG-CA), sendo estruturado em três ciclos de palestras, com a participação de profissionais do Comando de Defesa Cibernética, do Centro de Computação da Aeronáutica de Brasília, do Departamento do Controle do Espaço Aéreo (DECEA), da Divisão da Ciência da Computação do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) e, ainda, de especialistas do setor cibernético.

Foi realizado, ainda, um bloco com apresentações de trabalhos acadêmicos da UNIFA e de outros Programas de Pós-Graduação, como o da Universidade do Paraná e o da Universidade de Berlim, além de instituições de ensino militar, como a Escola de Comando e Estado-Maior do Exército e a Academia da Força Aérea (AFA).


VEJA MAIS