COBERTURA ESPECIAL - Cyberwar - Defesa

05 de Julho, 2017 - 10:50 ( Brasília )

Terceira Competição de Cibernética das Forças Armadas


No dia 29 de junho, aconteceu a Terceira Competição de Cibernética das Forças Armadas, um evento organizado pelo Comando de Defesa Cibernética (Com D Ciber). Ao todo, 84 equipes, de até três militares, formadas por integrantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica, dentre civis e militares, participaram da disputa nomeada de Mandabyte. A equipe vencedora foi a EB-ZeroByte, do 41º Centro de Telemática, localizado em Belém (PA).

A competição teve a duração de seis horas e envolveu um desafio chamado Capture the Flag, em que os participantes buscam as “flags”, que são informações escondidas em diferentes formatos. Para atingir os objetivos, é necessária a utilização de várias técnicas de defesa cibernética. A equipe que conseguir mais “flags” é a vencedora.

Segundo o Subchefe do Centro de Defesa Cibernética, Coronel Vitoldo Olstan Junior, a disputa é importante, porque ativa o conhecimento dos participantes, estimula a atualização e identifica talentos, uma vez que a competição é aberta a todos os integrantes das três Forças. “Por meio de uma competição saudável entre os participantes, estimulamos o desenvolvimento de um importante valor militar: o Espírito de Corpo”, ressalta.

“Trata-se de uma chance para aqueles que se capacitam colocarem em prática o conhecimento adquirido. A grande dificuldade da área de cibernética é colocar em prática o que se aprende, então quando temos uma competição assim é uma excelente oportunidade de praticar”, explica o Tenente-Coronel Marcelo Antônio Righi, do Com D Ciber .

A competição acontece duas vezes ao ano, geralmente no fim de cada semestre, e vem apresentando aumento no número de equipes participantes. Nessa edição, o crescimento foi de 12%, com mais de 200 competidores, distribuídos em 84 equipes.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Front Interno

Front Interno

Última atualização 19 AGO, 11:00

MAIS LIDAS

Cyberwar