COBERTURA ESPECIAL - Cyberwar - Geopolítica

02 de Maio, 2016 - 09:30 ( Brasília )

Locked Shields 2016: a segurança cibernética versão OTAN

Os melhores especialistas em segurança informática encontraram-se para um grande exercício da OTAN.

ccm.net


Este exercício de cibernética baseado na realidade dos acontecimentos informáticos é organizado anualmente pela OTAN e, com o passar do tempo, tornou-se um encontro indispensável para os especialistas em segurança informática.

Os serviços especializados da Aliança Atlântica organizaram assim uma simulação de guerra cibernética em que estavam envolvidos os especialistas em segurança cibernética do mundo inteiro. Foi Tallinn, a capital de Estônia, que acolheu na semana passada a edição 2016 deste acontecimento e seus 550 participantes.

A segurança da informação tornou-se uma questão vital para todos os países membros da OTAN e é por isso que ela convidou tanto os especialistas militares quanto os civis de 26 nacionalidades diferentes. A simulação consistiu em defender, em um ambiente ultrarrealista, as infraestruturas de um país invadidas por cibercriminosos. Foram os especialistas eslovacos que ganharam o prêmio da melhor defesa.

Os detalhes desses exercícios de segurança em tempo real podem ser acessados no site oficial da operação Locked Shields 2016 (em Inglês) da OTAN.