COBERTURA ESPECIAL - Cyberwar - Segurança

22 de Junho, 2011 - 08:25 ( Brasília )

FBI apreende servidores de data center nos EUA deixando sites e blogs inacessíveis


Agentes do FBI (Polícia Federal americana) apreenderam servidores em um data center em Reston, no Estado da Virgínia, deixando vários sites de empresas inacessíveis. Entre os serviços afetados estão o Instapaper, de recomendação de páginas na web, e o Curbed Network, que publica blogs populares nos Estados Unidos. As informações são do “New York Times”.

Segundo o site do jornal, a operação foi feita em uma empresa de serviço de hospedagem de sites, a DigitalOne. O FBI não comentou a operação, que possivelmente está relacionada à investigação de ações dos grupos hackers LulzSec e Anonymous.

Um funcionário da DigitalOne, Sergej Ostromoud, disse em nota a um cliente que os agentes federais levaram três gabinetes contendo vários servidores. “Possivelmente incluem seu servidor – não temos como checar”, completou.

Ostromoud afirmou ainda que o FBI estava interessa em apenas um dos clientes da DigitalOne, apesar de ter apreendido servidores de outras companhias na operação.

“Depois do trabalho nada profissional do FBI, não podemos reiniciar nossos próprios servidores, é por isso que nosso site na internet está off-line”, explicou o funcionário da empresa.
 

Depois de atacar o site da CIA, Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos, o grupo hacker Lulzsec publicou uma lista de 62 mil endereços de e-mail e senhas obtidas em ataques nas últimas semanas, alguns deles feitos a sites pornográficos. Os dados dão acesso a contas no Facebook, Twitter, Yahoo, Hotmail, Gmail, entre outros serviços na internet.

Segundo o “Inquirer”, já foram feitos mais de 3,2 mil downloads da lista, publicada em um site de compartilhamento de arquivos. O grupo mantém um perfil no Twitter, pelo qual anunciou o vazamento dos e-mails e senhas.

"Esperamos que todos tenham gostado dessa lista. É bom ver um pouco de 'carnificina refrescante'", comemoraram os integrantes do grupo, 

Como vários usuários tendem a usar o mesmo login e senha para múltiplos serviços na web, a lista vazada pode ser usada por cibercriminosos para fraudes em outros sites, como o PayPal. Especialistas em segurança recomendam que os usuários alterem suas senhas quando houver indício de qualquer atividade anômala em uma conta na internet.

Ataques recentes

Na última quarta (15), o Lulzsec lançou um ataque contra o site público da Agência Central de Inteligência (CIA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos.

O site www.cia.gov ficou indisponível por alguns minutos na noite desta quarta-feira, imediatamente após o grupo anunciar o ataque em sua página do Twitter.

"Estamos analisando estas alegações", afirmou uma porta-voz da CIA.

O grupo anunciou o ataque pouco antes das 19 horas no horário de Brasília.

Antes disso, o Lulzsec invadiu um site público do Senado norte-americano no último fim de semana e divulgou dados dos computadores da Casa. O grupo afirmou ter voltado a atacar o site do Senado na quarta (15).