COBERTURA ESPECIAL - Cyberwar - Tecnologia

22 de Junho, 2011 - 08:06 ( Brasília )

Hackers anunciam ataques a sites da Presidência e do governo brasileiro

Grupo hacker fez anúncio através do microblog Twitter. Portais da Presidência e do governo caíram e apresentaram instabilidade.

A versão brasileira do grupo hacker LulzSec derrubou na madrugada desta quarta-feira (22) duas páginas ligadas ao governo brasileiro: o “presidencia.gov.br” (site da Presidência da República) e o “brasil.gov.br” (que contém informações do governo). O ataque, feito por volta da 1h, foi divulgado pelo próprio grupo em uma conta no Twitter. O governo brasileiro ainda não se manifestou a respeito do ataque.

“TANGO DOWN brasil.gov.br & presidencia.gov.br LulzSec Brazil”, postou o grupo hacker nesta madrugada. Alguns minutos após o ataque, o perfil do grupo LulzSec saudou a “divisão brasileira” pelo êxito na operação. “Nossa unidade brasileira está fazendo progresso, bem feito LulzSecBrazil.”

Segundo um manifesto divulgado pelo grupo hacker LulzSec, a ação para derrubar os sites do governo brasileiro faz parte da operação AntiSec – investida do grupo LulzSec com o grupo Anonymous contra páginas de governos de todo o mundo.

“A LulzSec e o Anonymous acabaram de declarar guerra aberta contra todos os governos, bancos e grandes corporações do mundo. Eles estão convocando todos os hackers do mundo para se unirem ao propósito. O objetivo é expor corrupção e segredos obscuros“, diz o documento.

Histórico de invasões
Nos últimos dois meses, o grupo LulzSecurity assumiu a autoria de vários ataques. Entre as vítimas estiveram a Sony (SonyPictures e a versão japonesa do site SonyMusic), a desenvolvedora de jogos Bethesda, o site da Fox, da Nintendo, do Senado norte-americano e até o site da CIA (Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos).


Além disso, os hackers do grupo, recentemente, vazaram umalista de 62 mil endereços de e-mail e senhas obtidas em ataques feitos nas últimas semanas – alguns deles a sites pornográficos. Os dados dão acesso a contas no Facebook, Twitter, Yahoo, Hotmail, Gmail, entre outros serviços.
 

Mensagem tradicional de instabilidade no portal da Presidência da República, por volta de 2h30 desta quarta-feira (22). (Foto: Reprodução)